• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Seis pessoas participaram do assassinato de médica. Saiba quem são!

Polícia

Seis pessoas participaram do assassinato de médica. Saiba quem são!

Segundo a Polícia Civil, ex-marido e sogro de Milena Gotardi foram os mandantes do crime

Seis pessoas participaram do assassinato da médica Milena Gotardi Tonini Frasson, de 38 anos, ocorrido na última quinta-feira (14), no Hospital das Clínicas, em Vitória. Segundo as investigações da Polícia Civil, o ex-marido da vítima, o policial civil Hilário Frasson, e o pai dele, Esperidião Carlos Frasson, foram os mandantes do crime. Esperidião foi preso no início da manhã desta quinta-feira (21) e Hilário, na parte da tarde.

Ainda de acordo com a Polícia Civil, pai e filho chamaram dois homens para serem os intermediadores do assassinato e ficarem responsáveis pela contratação do executor: o lavrador Valcir da Silva Dias, que também foi preso nesta quinta-feira, e Hermenegildo Palauro Filho, o "Judinho", que segue foragido. Segundo a polícia, os dois também são de Fundão e conhecem a família de Esperidião e Hilário há cerca de 30 anos.

Os dois intermediários, segundo as apurações da polícia, entraram em contato com Dionathas Alves Vieira, que, mesmo não conhecendo a vítima, aceitou o serviço. Em depoimento, Dionathas disse que recebeu R$ 2 mil para matar Milena. No entanto, os mandantes alegam que não pagaram pelo serviço.

Para cometer o crime, Dionathas teria pedido para um cunhado dele, Bruno Rodrigues, roubar uma moto, o que foi feito. O veículo foi apreendido no último sábado (16), em uma fazenda em Fundão. No mesmo dia, Dionathas e Bruno foram presos. O executor do assassinato disse a polícia que o crime foi planejado durante cerca de 25 dias.

Veja quem são os envolvidos no assassinato:

Hilário Antônio Fiorot Frasson (ex-marido de Milena e um dos mandantes do crime)


Esperidião Carlos Frasson (sogro de Milena e um dos mandantes do crime)


Dionathas Alves Vieira (executor do crime)


Valcir da Silva Dias (um dos intermediários do crime)


Hermenegildo Palauro Filho, o "Judinho" (um dos intermediários do crime)

Bruno Rodrigues (roubou a moto usada no crime)