MPES ajuiza ação contra ex-delegada e ex-policial civil

O Ministério Público do Estado do Espírito Santo ajuizou uma Ação Civil Pública (ACP) por Ato de Improbidade Administrativa contra uma ex-delegada e um ex-policial civil. Segundo informações do MPES, a irregularidade é atribuída a uma “escala especial”, que equivale ao pagamento de 12 horas a mais no mês, e à função gratificada de serviço extra. Acontece que o denunciado não cumpria as cargas horárias.

Vista grossa

O MP ainda afirma que a delegada, esposa do policial civil, sabia da irregularidade e também recebia a “escala especial”. O prejuízo aos cofres públicos pode chegar a mais de R$ 950 mil.

Adesivos

O Movimento Praia do Canto protocolou um Projeto de Lei na Câmara de Vitória para tornar obrigatória a identificação dos carros oficiais utilizados pela prefeitura da capital, por meio de adesivos. No mesmo sentido, na semana passada, o deputado Sérgio Mageski (PSB) acionou Tribunal de Contas para a identificação dos veículos utilizados pelos deputados estaduais.

Trabalha Vix

Com a plataforma lançada pela Prefeitura de Vitória, os empresários poderão fazer a inserção de informações sobre o emprego diretamente no Trabalha Vix. Do outro lado, os desempregados poderão acompanhar as ofertas em tempo real.

Parque da Cidade

A terceira maior árvore de Natal do país, no Parque do Cidade, recebeu mais de 300 mil visitantes, de acordo com a Prefeitura da Serra.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *