Casagrande e sua relação com o governo federal

O governador eleito Renato Casagrande (PSB), mesmo sendo aliado da presidente eleita Dilma Roussef (PSB) sabe que vai ter um enorme desafio para brigar pelos interesses dos capixabas junto ao governo federal. O PSB saiu fortalecido dessas eleições, no entanto, a maioria dos governadores eleitos está no nordeste, onde os interesses são bem diferentes dos interesses daqui, principalmente em relação aos royalties de petróleo. Pesa contra Casagrande o fato de Dilma ainda ter perdido para José Serra (PSDB) em solo capixaba.

Cutucada I

A ex-deputada Brice Bragato (PSOL), derrotada nas urnas para o Governo do Estado, anda afiada em seus comentários no Twitter. Ela entrou na polêmica que coloca em dúvida a expressiva votação do deputado eleito Rodney Miranda (DEM). “É estranho, esquisito. Até a prestação de contas destoa dos votos”, disse na sua página de relacionamento.

Cutucada II

Brice colocou ainda mais pimenta nos resultados da última eleição em que a candidata Dilma Roussef (PT) foi derrotada no Espírito Santo para o tucano José Serra e atacou: “Dilma perdeu no Espírito Santo porque o governo federal não fez as obras de infraestrutura ou porque os aliados não fizeram sua campanha?”. Está afiada…!

Circulando

Fontes assembleianas garantem que o deputado afastado Robson Vaillant (DEM) vive pelos corredores da Casa, inclusive anda despachando em uma sala da ouvidoria. Além disso, o parlamentar estaria tentando cavar um espaço no novo governo. Dizem que a turma do PSB anda fugindo dele…!

Ficha Limpa

Se depender do vereador de Vitória Fabrício Gandini (PPS), servidores públicos comissionados só vão poder assumir seus cargos se comprovarem que tem ficha limpa. O projeto já tramita na Câmara e modifica o Estatuto do funcionalismo. Se aprovado, aquele que tiver ficha corrida na Justiça não terá aval para assumir a função.

Explicação

O deputado estadual Atayde Armani (DEM) avisa que não quer ser prefeito de Santa Maria de Jetibá, conforme andam especulando na cidade. A boataria tomou conta do município porque o democrata conseguiu mais votos entre os pomeranos do que em Linhares, seu reduto eleitoral. A informação ganhou ainda mais força porque um dos aliados do prefeito Hilário Roepke (PMDB), Adilson Espíndola, acabou de ser derrotado para a Assembleia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *