CGU encontra falhas na aplicação de recursos na saúde e merenda em Viana

Uma auditoria da Controladoria Geral da União (CGU) feita entre agosto e setembro deste ano encontrou irregularidades na aplicação de recursos federais nas áreas da saúde e educação, especialmente no setor de merenda escolar da prefeitura de Viana. “Com base nos exames realizados, conclui-se que a aplicação dos recursos federais não está adequada”, diz trecho do documento. Entre as falhas encontradas estão, segundo a CGU, entrega de alimentos em quantidade inferior, desproporcionalmente, ao número de alunos; não comprovação da regularidade dos pagamentos relativos à merenda escolar e pagamentos de R$ 29,4 mil por alimentos sem a correspondente comprovação de fornecimento pela empresa contratada.

Mais falhas
Segundo a auditoria da CGU, foram encontradas ainda irregularidades em obras em Unidades de Saúde no município. O órgão concluiu, durante as visitas, que a aplicação dos recursos do Ministério da Saúde também não estão adequados.

O outro lado
Procurada pela Coluna, a prefeitura informou, por meio de nota, que recebeu o relatório preliminar desta inspeção, prestou os devidos esclarecimentos e apresentou a documentação  em relação aos itens apontados como falhos. A Prefeitura frisa que, em nenhum momento, estas falhas causaram danos ao erário público ou comprometeram ações nas áreas da Saúde e da Educação.

Alvo de protesto
Parlamentares capixabas foram alvo dos manifestantes que defendiam a presidente Dilma durante ato no Centro de Vitória. Entre eles, os senadores Magno Malta (PR) e Ricardo Ferraço (PMDB). O deputado Max Filho também foi criticado. Segundo eles, todos amigos do (ainda) presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB).

Ceia em baixa
Servidores do Ministério Público Federal (MPF) e do Ministério Público do Trabalho (MPT) terão dificuldades para comprar a ceia de Natal. Isso porque o pagamento do vale-alimentação está atrasado e não se tem nem previsão de quando será feito. Alguns estão até sem vale transporte e auxílio-creche.

Enquanto isso
Nos grupos de whatsapp e redes sociais, os servidores estão reclamando do atraso. Dizem que enquanto eles ficam sem os benefícios, os procuradores estão recebendo auxílio-moradia, Ipad e novos smarthphones de última geração. Sobrou até para o Procurador-Geral da República, Rodrigo Janot.

Leia mais sobre o cenário político:

300x200px Blog De Olho no Poder 300x200px Blog Esplanada

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *