Vidigal ataca Marina Silva durante visita ao Espírito Santo

A visita da ex-senadora Marina Silva ao Espírito Santo, iniciada na última segunda-feira e com término nesta quarta-feira, acabou causando conflito entre lideranças políticas do Estado. Em seu Facebook, Vidigal atacou Marina com publicações da imprensa em que ela aparece como uma das possíveis beneficiadas de caixa 2 durante campanha eleitoral. O pedetista ainda provocou e foi mais além: “Como diria Barão de Itararé: de onde menos se espera, é daí que não sai nada mesmo”. A declaração, no entanto, não foi bem digerida pelo líder da Rede no Estado, Gustavo De Biase. Em resposta a Vidigal, ele afirmou que durante sua vida política, Marina não respondeu nenhum processo, investigação da Polícia Federal ou acusação de desvio de verba pública. “Você deveria olhar mais para suas gestões e se preocupar em responder aos seus inquéritos ao invés de propagar calúnias sem provas sobre um ser humano como Marina”, rebateu.

Em nota, o deputado Sérgio Vidigal informou que desde o início da Operação Lava Jato tem defendido que se investigue qualquer ente político e partido que se mostrar minimamente envolvido com atos de corrupção. Sobre as acusações de De Biase, Vidigal esclareceu que todas as denúncias feitas foram de cunho político, “pois todas elas, uma a uma, foram arquivadas. Todas as minhas contas da prefeitura foram aprovadas pelo Tribunal de Contas e pela Câmara de Vereadores”. O deputado finaliza dizendo que vai continuar a luta contra a corrupção e defendendo a Operação Lava Jato. “Nada vai me calar”, avisou.

Pasquale da Ales
Durante leitura de projeto na sessão desta terça-feira, o deputado Hércules Silveira (PMDB) fez questão de corrigir um erro gramatical no texto da matéria. Avisou que  a falha tem sido comum e que é preciso corrigi-la. Depois ainda deu uma aula de português para os colegas.

Redução
Foi aprovada na Câmara da Serra a redução do número de assessores no Legislativo. A partir de 2017, quando a medida começa a valer, o número vai cair de 15 para 12. Com a decisão 69 cargos deixarão de existir. O contribuinte agradece.

Profecia?
mesaEnquanto não se fala em outra coisa nos corredores da Assembleia Legislativa, leitor da Coluna fez questão de registrar a composição da Mesa da Assembleia durante sessão nesta terça-feira com a participação do deputado Da Vitória. “Seria a previsão da próxima Mesa Diretora?”, perguntou ele.

Articulação
Vale lembrar que nos bastidores, há rumores de que Da Vitória tem a intenção de fazer parte da Mesa e, por isso, é contra a PEC que permite a reeleição do atual presidente Theodorico Ferraço (DEM). A relação dele com o deputado Luiz Durão (PDT) azedou, já que o colega foi quem protocolou a proposta que beneficia o democrata.

De braços cruzados
Servidores do Incaper estiveram na Assembleia para pedir ajuda dos deputados para solucionar o impasse entre a categoria e o Governo do Estado. Os profissionais estão em greve desde o início do mês. Entre as principais reivindicações está a revisão do plano de cargos e salários.

Leia mais sobre o cenário político:

300x200px Blog De Olho no Poder 300x200px Blog Esplanada

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *