Prefeito defende independência dos poderes e responde ameaça de vereadores

O prefeito Juninho, de Cariacica, se manifestou sobre a possibilidade de criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar a situação da Saúde no município. Juninho também falou sobre as queixas de vereadores por causa do não pagamento de emendas parlamentares, conforme publicação da Coluna, desse sábado (11). O prefeito acredita na independência dos poderes e que “cada um deva realizar seu papel sem interferência, desde que para os interesses da sociedade”.

Garantia de diálogo
No entanto, Juninho citou que “se for pelos motivos apontados pela Coluna, a criação de tal CPI seria objeto de chantagem, ou seja, sem nenhum interesse coletivo, senão para benefício do mandato de alguns vereadores”. A nota enviada pela assessoria do prefeito ressalta que, “há cerca de 15 dias, o prefeito recebeu em seu gabinete o grupo que se intitula o da Maioria na Câmara edil e que, neste encontro, se colocou à disposição para discutir quaisquer assuntos de interesse coletivo da gestão da cidade”.

Justiça “jabuticaba”
Ainda sobre a votação da chapa Dilma-Temer, no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), encerrada no último dia 09. O senador Ricardo Ferraço (PSDB) chamou a Justiça Eleitoral brasileira de “jabuticaba”, numa referência à fruta que só tem no Brasil. Ferraço declarou que após o resultado, que absolveu a chapa, decidiu pesquisar o valor do orçamento anual do Tribunal, e como todo brasileiro, se surpreendeu com a bagatela: R$ 7 bilhões. É isso aí, senador. Mas, será que precisa mesmo ficar insatisfeito com uma votação para se interessar pelo orçamento da corte?

Golpe na Conferência
O deputado federal Givaldo Vieira (PT) está revoltado com o decreto do presidente Michel Temer, que adiou a 6ª Conferência Nacional das Cidades. O evento que seria realizado este ano só vai acontecer em 2019, sob argumento de que estados e municípios terão mais tempo para realizar as etapas preparatórias da Conferência. Givaldo, que é presidente da Comissão de Desenvolvimento Urbano da Câmara dos Deputados, marcou para a próxima terça-feira (13) uma reunião com o ministro das Cidades, Bruno Araújo, para tentar reverter o quadro. O decreto é “um grave golpe ao debate da agenda urbana”, declarou Givaldo Vieira.

Parceria com a experiência
O vereador de Vitória, Davi Esmael está promovendo reuniões com pastores evangélicos e profissionais da Saúde, buscando parcerias para ajudar no tratamento a moradores de rua. “Entendemos que o setor público pode receber grande auxílio com a experiência já estabelecida no trabalho social das igrejas”, declarou o parlamentar durante encontro na última sexta-feira (09).

Domingos Martins é a Capital
Nesta segunda-feira (12), a Capital do Estado é, simbolicamente, Domingos Martins. A transferência simbólica de Capital é uma homenagem ao dia do Patrono Domingos José Martins. Só por hoje “Vitorinha” fica como coadjuvante.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *