Magno Malta de olho em 2018

Bem longe do Espírito Santo, talvez por ambições maiores que o voto dos capixabas, o senador Magno Malta (PR) passou o fim de semana no Mato Grosso. O republicano palestrou e participou de audiência pública, onde falou das Reformas que estão em votação no Congresso Nacional. Claro, Malta aproveitou para dar uma passadinha em uma igreja local, onde reforçou o compromisso com a bandeira da família.

PTB vence em Muqui
Os eleitores de Muqui elegeram, nesse domingo, para ser o novo prefeito do município, Renato Prucoli (PTB). Nove meses depois de votarem para prefeito e vice, os moradores de Muqui tiveram que voltar às urnas porque o prefeito eleito nas eleições regulares, em outubro de 2016, teve o registro da candidatura cassado. Ao longo do mês de junho várias lideranças políticas passaram o fim de semana caminhando com seus candidatos, entre eles os deputados federais Lelo Coimbra, do PMDB e Sérgio Vidigal, do PDT, ambos presidentes de suas siglas.

Lelo relax
O domingo (02) foi de lazer para o deputado Lelo Coimbra (PMDB). De manhã, ele participou da missão de São Pedro na Praia do Suá e da procissão marítima organizada pelos pescadores, na Baía de Vitória. À noite, o peemedebista, que é figurinha certa em eventos festivos, não ficou de fora do “Arraiá do Barro Vermelho”, da Paróquia Santa Luzia.

Insistência
Os vereadores da Serra aprovaram o projeto que disponibiliza o chamado “botão do pânico” para as mulheres vítimas de violência, do município. Pelo texto, a prefeitura fica autorizada a fica responsável por adquirir e fornecer os dispositivos. A matéria de autoria do vereador Pastor Ailton (PSC) precisa ser sancionado pelo prefeito Audifax Barcelos (REDE). Vale citar que essa não é a primeira vez que há tentativa de ter o botão do pânico na Serra.

Parceria
Para firmar uma parceria com o Instituto Legislativo Brasileiro (ILB), para que a Câmara receba
assessoria do Interlegis, programa do Senado, o presidente da Câmara Municipal de Aracruz, Alcântaro Filho (Rede) iniciou uma série de visitas institucionais à Brasília. A assessoria de Alcântaro fez questão de informar que a parceria com o programa não tem custo e vai possibilitar a criação de sites personalizados, além da automação de todo o processo legislativo, incluindo o painel de votação. A iniciativa é ótima, mas, o que se espera que até que a parceria seja firmada, a Câmara não tenha tanto gasto com passagens e diárias já que as visitas são institucionais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *