Vereador diz que está sofrendo retaliação na Câmara de Vitória

Defensor ferrenho de concurso público para preenchimento de 75 cargos da Mesa Diretora da Câmara Municipal de Vitória, o vereador Roberto Martins (PTB) jogou a lama no ventilador no plenário da Casa, na sessão dessa quarta (26). Segundo Martins, o presidente da Câmara, Vinícius Simões (PPS) exonerou dois servidores nomeados por ele e três estagiários de seu gabinete, na última segunda-feira (24), depois que o parlamentar divulgou que defende que os cargos sejam preenchidos por concursados.  “Cinco pessoas, nenhum deles votou em mim, nenhum foi cabo eleitoral. E qual foi o crime? Foram nomeados por mim. Essa é uma retaliação política, retaliação ditatorial que está acontecendo nesta casa”, afirmou o vereador.

O outro lado
O vereador Vinícius Simões (PPS), presidente da Câmara de Vitória foi procurado pela Coluna, mas ainda não se manifestou. a Coluna reforça que abre o espaço a todas as partes para manifestações.

Prefeito denunciado
O clima esquentou em Castelo, no sul do estado. Vereadores denunciaram o prefeito Luiz Carlos Piassi (PMDB), ao Ministério Público Estadual (MPES) por descumprimento da Lei Orgânica do Município. Segundo os vereadores Douglas Falçoni (PP), Patrick Largura (PSD) e Tiago da Papelaria (PTB), Piassi não responde a dúvidas formalizadas dos parlamentares, inclusive relacionadas a despesas do município. Os vereadores querem que o prefeito seja investigado pelos supostos crimes de improbidade administrativa e responsabilidade

Distritão na pauta do Congresso
Dia 1º de agosto o Congresso Nacional volta do recesso e tem discussão importante na pauta, provavelmente na primeira semana pós-férias. É o “Distritão”. Nada mais é que a eleição de parlamentares (vereadores e deputados estaduais e federais), mais votados, independente do partido. A mudança na legislação eleitoral acaba com a soma de legendas. Para o deputado federal Marcus Vicente, presidente estadual do PP, o Distritão precisa ser aprovado “para que se eleja quem realmente foi o mais votado na Câmara dos Deputados, Senado, Assembleias Legislativas e Câmaras Municipais em todo o Brasil”.

Mais processo e afastamento
O prefeito de Itapemirim,  Luciano de Paiva é alvo de mais uma denúncia do Ministério Público Estadual (MPES). Segundo a nova ação, Doutor Luciano teria cometido irregularidades graves na contratação de obras, com fortes indícios de lavagem de dinheiro. Além de acolher a denúncia, o Tribunal de Justiça do Estado (TJES) decidiu manter o prefeito afastado por mais 120 dias. No último dia 20, a Justiça já havia prorrogado o afastamento de Doutor Luciano por mais 30 dias. Com essa nova prorrogação, o prefeito só deve voltar ao cargo em janeiro de 2018.

Dnit garante
Segundo vereador de Colatina, que participou da reunião com Dnit, no último dia 25,  o órgão se comprometeu a iniciar em outubro, as obras na 259, no trecho que dá acesso a Colatina. O único porém para não começar o trabalho, segundo o diretor do Dnit, Ezio Gonçalves dos Reis é a chuva.  A torcida agora, é por uma chuva boa para a agricultura, mas, que também permita a benfeitoria no asfalto.

Fim do baile?
Um projeto de autoria do vereador de Cariacica, Sérgio Camilo (PSC), promete movimentar a Câmara Municipal. O parlamentar quer proibir “Baile do Mandela” no município de Cariacica. Segundo o vereador, a festa não pode ser realizada em logradouros públicos, praças, jardins, parques, vias públicas e quaisquer outros equipamentos públicos ou locais privados de acesso público. Vamos acompanhar.

Higiene é bom e eu gosto
Preocupado em assegurar condições de higiene adequadas aos consumidores, o deputado estadual Dr. Rafael Favatto (PEN51), que é médico, protocolou o projeto, que veda a comercialização e distribuição de canudos plásticos para consumo de bebidas e outros alimentos líquidos sem que estejam embalados individualmente. Segundo Favatto, a proposta tem o objetivo de preservar a saúde dos cidadãos. “Os canudos quando são embalados um a um, preservam a higiene bucal das pessoas”, afirma Favatto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *