11,98%

Durante o anúncio do cronograma de pagamento dos precatórios dos 11,98% devidos a servidores e ex-servidores da Assembleia Legislativa (Ales), nessa segunda-feira (28), o presidente da Casa, deputado Erick Musso (PMDB) causou. O peemedebista fez questão de destacar que a luta acabou – foram 20 anos de batalha na Justiça. Além disso, em seu discurso, Erick tirou de outros parlamentares qualquer tentativa de usar o pagamento como propaganda eleitoral para 2018. “Essa vitória não tem cor partidária, nem padrinho”, declarou Musso.

Plenário lotado
Aliás, poucas vezes se vê o plenário da Ales tão lotado de pessoas e com tanta euforia. Resultado de uma vitória tão esperada pelos servidores e ex-servidores que já nem acreditavam receber esse dinheiro. Os ativos e inativos foram convidados pelo Sindilegis para acompanhar a sessão das galerias. Mas, após o anúncio, eles tomaram conta, pacificamente, de todo o plenário.

Comissão quer falar sobre a BR 101
Está marcada para esta terça-feira (29), a audiência pública, organizada pela Comissão de Defesa do Consumidor da Ales, que vai discutir os serviços prestados e contratos assumidos pela concessionária Eco101. O superintendente da empresa, José Carlos Cassaniga foi convidado, mas, não deve comparecer, como vem acontecendo quando a concessionária é convidada para algum evento, reunião ou coletiva com órgãos fiscalizadores.

Audiência convida representante da Eco 101
Por falar em órgãos fiscalizadores, representantes da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e da diretoria regional do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit). O Dnit, entretanto, já informou que não irá atender ao chamado dos deputados e justificou alegando motivo de legitimidade.

Dnit recusa convite
Além do diretor foram convidados para a audiência pública representantes da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e da diretoria regional do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit). O Dnit, entretanto, já informou que não irá atender ao chamado dos deputados e justificou alegando motivo de legitimidade. Pelo visto a audiência pode nem acontecer.

Aliança traiçoeira
Os senadores Magno Malta (PR) e Ricardo Ferraço (PSDB) estão cada vez mais juntinhos, de olho nas eleições de 2018. Interlocutores disseram à Coluna que os parlamentares estão preocupados com o novo cenário que se monta após o anúncio da pré-candidatura do deputado estadual Amaro Neto (SD) ao Senado. Malta e Ferraço pareciam inabaláveis quanto ao futuro eleitoral. Mas, uma das duas cadeiras que serão disputadas pode não voltar para um deles. Os parlamentares estão realizando uma série de debates pelo Brasil afora, para falar, principalmente a evangélicos, que tem eleitores fiéis. Malta prefere dividir as atenções com Ferraço, do que perder de vez a vaga.

Outro patamar
Do outro lado, a senadora Rose de Freitas (PMDB) está em outro patamar. A briga de Rose é pelo Palácio Anchieta, e para isso, a peemedebista se dispõe a receber prefeitos e vereadores capixabas em seu gabinete em Brasília, e é a representante da bancada capixaba que mais tempo passa em Brasília, em busca de agendas com ministros de Estado. Rose conseguiu se isolar positivamente e não vai ter como concorrente, o popular Amaro Neto.

Bônus e ônus
O deputado Carlos Manato (SD) falou à Coluna sobre as demissões de Nelson Felix que estava no Incra e Aurélio Costa do Ministério de Desenvolvimento Agrário, indicações de Manato para os cargos. As exonerações foram ordenadas pelo presidente Michel Temer (PMDB), que estaria retaliando deputados federais que votaram contra ele no dia 02 de agosto. Manato disse que concorda com as demissões, mas, esclareceu que apenas referendou as nomeações. “Acho que eles estão certos, sim. Tem que fazer isso mesmo. A gente não pode ter o bônus e não ter o ônus. Fizeram certo com as demissões”, declarou Manato.

Neucimar na Zona Franca de Manaus
O subsecretario de Estado de Logistica, Transporte e de Comércio Exterior, Neucimar Fraga (PSD) iniciou uma maratona de visitas às empresas da Zona Franca de Manaus, no estado do Amazonas (AM). Além das visitas, segundo Neucimar, algumas agendas com entidades empresariais já estão previstas. Na próxima quarta-feira (30) haverá uma solenidade na Federação das Indústrias da Amazônia. Neucimar foi apresentar oportunidades de empresas que estão no AM operarem em solo capixaba.

Invasão de reduto?
O sul capixaba ficou badalado com a visita do governador Paulo Hartung ao município de Itapemirim. Hartung foi inaugurar uma escola estadual. Na ocasião, também foi realizada a assinatura do termo de adesão ao Pacto pela Aprendizagem no Espírito Santo (Paes). Para o prefeito em exercício de Itapemirim, Thiago Peçanha Lopes, “em um momento de crise como temos vivido, o Espírito Santo sai na frente inaugurando escolas e propondo ações como o Paes. O governador tem valorizado o nosso município, e como prefeito em exercício, tenho orgulho de fazer parte da equipe e colaborar com o desenvolvimento da educação”. Vale citar que Itapemirim é reduto de Theodorico Ferraço (DEM).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *