Presidente do PT Nacional, senadora Gleisi vem ao ES

O Espírito Santo está mesmo entrando no circuito das lideranças políticas. Depois do ministro do Planejamento Dyogo de Oliveira, do prefeito de São Paulo João Doria, e do presidente em exercício, Rodrigo Maia, na próxima quarta-feira (06), é a senadora Gleisi Hoffmann quem aterrissa aqui no Estado. Gleisi é a atual presidente nacional do PT e vem à convite do deputado Givaldo Vieira, que ainda tenta anular a eleição de João Coser para o comando estadual da sigla.

Incompatibilidade de agendas
Para dividir as atenções, já que nesta sexta-feira (1º) o ES recebe o presidente em exercício, Rodrigo Maia, a senadora Rose de Freitas (PMDB), estrategicamente, vai visitar, entre sexta e domingo (03), os municípios de Pedro Canário e São Mateus, no Norte do Estado, e Água Doce do Norte, no Noroeste. Rose terá reuniões com prefeitos e líderes comunitários para articular, em Brasília, demandas junto ao Governo Federal. Interlocutores garantem que Rose deve reunir mais “quórum” que Maia.
Vereadores representados
A Comissão Pro-Fundação da Associação das Câmaras Municipais do Estado do Espirito Santo (ASCAMES), está convocando os vereadores do Estado para uma reunião na Câmara Municipal de Vitoria. Na pauta a formalização da fundação da ASCAMES e eleição e posse da nova diretoria. A reunião vai acontecer hoje (1º). A Associação tem os mesmos moldes da Associação dos Municípios do Espírito Santo (Amunes), como noticiou a Coluna, em primeira mão no dia 1º de julho. O objetivo é a interação e o fortalecimento das Câmaras Municipais do Estado do Espirito Santo, com isso promover uma melhor articulação e mobilização visando sempre os interesses dos seus munícipes.

Nova derrota para prefeito
Luciano de Paiva vai continuar afastado da prefeitura de Itapemirim. O Superior Tribunal de Justiça (STJ) negou pedido de liminar para que ele voltasse ao cargo. Luciano é acusado de cometer diversos crimes contra a administração pública. O prefeito afastado é réu em ações penais no Tribunal de Justiça do Espírito Santo e, mesmo assim, foi reeleito em 2016. No entanto, Luciano de Paiva não consegue administrar o município mais que dois meses consecutivos. É um afastamento atrás do outro.

Momentos do Brasil
Vivendo o momento em que o presidente da República em exercício não assina a Lei Orçamentária, ao mesmo tempo em que o presidente interino da Câmara, responsável por conduzir uma das pautas mais importantes para o futuro das regras eleitorais carrega o nome de “Fufuca” e a fama de chamar o deputado cassado Eduardo Cunha, de “papi”.

Sede de discurso
Enquanto isso, a discussão na Assembleia Legislativa (Ales) gira em torno do tempo para discursos. A  deputada Luzia Toledo (PMDB) protocolou o Projeto para modificar o Regimento Interno da Casa. O objetivo é vedar a prorrogação do tempo de fala ou discurso dos parlamentares durante todas as fases das sessões ordinária e extraordinária. Luzia quer que todos os oradores tenham igualdade no momento de proferir seus pronunciamentos.

Viagem pós-níver
O prefeito de Vitória, Luciano Rezende (PPS) deve tirar 10 dias de licença para descansar. O texto para autorização da licença já está na Câmara Municipal para aprovação. Nesse período o vice-prefeito Sérgio Sá ficará no comando da cidade. No entanto, a Coluna já tem a confirmação de que Luciano só viaja após comemorar o aniversário de Vitorinha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *