ONG Transparência Capixaba e o manifesto pela ética

Foto: Leonardo Duarte/Secom-ES – Foto da posse dos conselheiros

O PSDB no Espírito Santo cada vez mais se torna ambiente pouco cobiçado pelo governador Paulo Hartung, que vem buscando manter a lisura de sua imagem, de olho em 2018. Depois da polêmica filiação do secretário de Agricultura Octaciano Neto, o que deixou ainda mais arranhada a imagem do partido, agora, a permissão do Conselho Estadual de Ética para que o vice-governador César Colnago possa disputar a presidência da sigla no ES, abala de vez o ninho tucano.

Manifesto contra conflito de interesses
A ONG Transparência Capixaba emitiu manifesto sugerindo nova avaliação sobre a decisão apertada do Conselho de Ética, com relação a Colnago. Para a ONG, “algumas deliberações não foram coerentes à imagem e oportunas à relevância de um Conselho que deve zelar pela ética, fundada em diversos valores, mas especialmente na transparência”. A Transparência Capixaba considera, entre outros pontos, que houve “conflito de interesses e faltou transparência”. Além disso, para a ONG, o Conselho não deu a devida publicidade “aos atos e documentos públicos”, devidos nesse caso.

O Conselho
O Conselho Estadual de Ética Pública foi criado em 2005, início do primeiro mandato de Paulo Hartung e é diretamente vinculado ao gabinete do governador. O colegiado é formado por sete membros, entre servidores e pessoas da sociedade civil organizada, desde que tenham “conduta ilibada”, conforme regimento. As reuniões do Conselho, segundo o presidente, o advogado Jovacy Peter Filho (desde fevereiro de 2017), “normalmente acontecem uma vez ao mês”  portanto, a sociedade não tem como saber como e quando acompanhar os raros encontros que acontecem em uma sala dentro do Palácio da Fonte Grande, sede do governo do Estado, sempre que há “demandas” conforme informa o próprio Conselho.

Para onde?
Com caminho bem difícil de ser trilhado, no cado do DEM, com quem o governador vem namorando, nesse momento, Hartung teria certo trabalho para definir para onde vai, uma vez que não quer ter seu nome ligado ao presidente Temer, das grandes Reformas, Decretos e Portarias, nem todas tão positivas assim.

Que sigam as investigações
O deputado federal Paulo Foletto (PSB) foi mais uma liderança da bancada federal capixaba a se manifestar sobre a votação da segunda denúncia da Procuradoria-Geral da República contra o presidente Michel Temer. Para o socialista a investigação envolvendo o presidente da República deve continuar para que ele tenha o direito à ampla defesa.

Rodney recebe deputado e vereadores
O Secretário de Desenvolvimento Urbano do Espírito Santo, Rodney Miranda, e os vereadores do PP de Ibiraçu Cleber Rodrigues e José Geraldo (Zé Pintor) se reuniram nessa semana para falar sobre a prorrogação do convênio de 2015, a respeito das obras de macrodrenagem abrangendo dragagem, canalização e aumento do vão livre de toda extensão do Rio Taquaraçu, em Ibiraçu, com custo total de mais de R$ 30 milhões. Desse total, R$ 5 milhões (União) e R$ 675 mil, do Governo do Estado. O deputado Marcus Vicente intermediou o encontro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *