Visita de ministro ao ES é ofuscada por denúncia do MPF em Pernambuco

A visita do ministro da Saúde, Ricardo Barros, ao Espírito Santo foi ofuscada por uma denúncia do Ministério Público Federal (MPF), em Pernambuco, contra ele. Segundo procuradores, o ministro quer favorecer o reduto eleitoral dele, o Estado do Paraná, transferindo a tecnologia de produção de derivados de sangue para lá. A produção é feita pela estatal Hemobras, que tem o laboratório em Pernambuco. Segundo os procuradores, o ministro teria dito publicamente, que vai firmar contrato com a Tecpar, do Paraná, para a produção desses derivados essenciais ao SUS. Se isso se concretizar, uma empresa particular será beneficiada, em detrimento de uma pública. A ação do MPF pede o afastamento cautelar de Ricardo Barros e a não realização do contrato com a Tecpar.

Adiamento
Ainda sobre a visita de Ricardo Barros, algumas lideranças capixabas adiaram seu retorno a Brasília para acompanhar a agenda do ministro por aqui. Os deputados federais Carlos Manato (SD), Paulo Foletto (PSB) e Evair de Melo (PV), além da senadora Rose de Freiras (PMDB), responsável pelo convite a Barros, marcaram presença em praticamente todos os compromissos do ministro da Saúde.

Prefeitos satisfeitos
O prefeito de Viana, Gilson Daniel (Podemos) estava todo radiante com a presença do ministro. O município foi a segundo a ser visitado por Ricardo Barros, que passou  pelas obras da UPA de Viana Sede e assinou a ordem de serviço para construção de Policlínica. Outro prefeito que também não se contém de satisfação, é Audifax Barcelos (Rede). Antes de passar por Viana, Barros visitou as obras do Hospital Materno Infantil da Serra, que vão receber reforço de R$ 9,7 milhões em repasses.

Homenagens
Entre tantas homenagens à presidente do PV capixaba, Cidinéia Fontana, que faleceu no último sábado (14), pessoas ligadas à sigla reclamam do  deputado Evair de Melo, do mesmo partido, que teria demorado demais para se manifestar sobre a perda significativa sofrida pelo partido. Já era segunda-feira (16) quando Evair publicou em uma rede social, algumas palavras. “Nossa querida Neia foi partidariamente a grande organizadora da nossa candidatura. Cuidou pelo PV de todos os detalhes. Fará falta pela militância e pela mulher de palavra”, citou o parlamentar. 

Revisão de contas
As prefeituras de Mimoso do Sul, Piúma, Muqui e Mantenópolis devem ter que revisar as prestações de contas referentes aos exercícios de 2013 (Mimoso) e 2014, para análise do Tribunal de Contas do Estado do Espírito Santo (TCE-ES). O Ministério Público de Contas (MPC) entrou com recurso pedindo a revisão das decisões por parte do TCE-ES, que afastou uma série de irregularidades nos relatórios.

Sem dia das bruxas
A Câmara Municipal de Guaçuí, no interior capixaba, pretende proibir festa de “dia das bruxas” nas escolas das redes municipal e estadual. Um projeto com essa finalidade já foi aprovado em primeira discussão, por unanimidade. O texto de autoria do vereador Laudinho (PP) segue para segunda votação. Laudinho, que é cristão destacou que tem poder para propor a proibição. “Eu enquanto vereador tenho esse poder. Por isso indiquei o projeto. Não tenho intenção de interferir no conteúdo que os professores queiram trabalhar, muito pelo contrário. Minha indignação é em relação às festas promovidas nas escolas públicas”, disse o parlamentar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *