A instabilidade ficou no passado, diz líder do Governo na Ales

A frase do deputado Freitas (PSB) foi em referência à polêmica eleição antecipada da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa. Em entrevista à coluna,  afirmou que o foco da Casa, na última semana de trabalho, estará na votação de três matérias encaminhadas pelo Governo do Estado.

Pauta

Entre as matérias de destaque está a proposta de transição da reforma da Previdência dos servidores estaduais. “A base voltou mais forte depois da fase ruim, e está consolidada. Temos clareza de que a reforma é importante para o Estado, tanto quanto foi para o Brasil”, afirmou. Também devem ser analisados o Plano Plurianual 2020-2023 (PPA) e o Orçamento Anual 2020 (LOA).

Termômetro

A última semana de trabalho dos deputados tende a sinalizar como está a relação da Casa com o Governo, depois da eleição antecipada da Mesa Diretora. A decisão tomada por Erick Musso de convocar o pleito com tamanha antecedência foi reprovada por Casagrande. O desgaste levou a troca da liderança do Governo na Ales.

Clima

Questionado sobre a disposição de Musso com matérias do Governo, Freitas saiu na defesa do deputado. “O Erick tem sido responsável e mostra o tempo todo uma maturidade com relação às matérias necessárias para o Espírito Santo. Em momento nenhum negou pautar as prioridades do Estado. O que houve de instabilidade ficou no passado. Temos que olhar pra frente”.

Falando no presidente…

Faltando apenas três sessões ordinárias para o recesso, há quem diga que Erick Musso vai aproveitar o tempo extra e “retornar à montanha” para novas reflexões.

Prestação de Contas

Em clima de fim de ano, a deputada Janete de Sá (PMN) realiza, hoje, a prestação de contas do mandato. Etapa já foi cumprida pelo deputado federal capixaba Felipe Rigoni. Ele apresentou os números do primeiro ano de mandato durante encontros em Cachoeiro de Itapemirim, Vitória e Linhares.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *