Casagrande defende investimento público antes da concessão da BR 262

Em entrevista, ao vivo, ao Jornal da TV Vitória, nesta quinta-feira (19), o governador Renato Casagrande falou sobre a concessão da BR 262. Disse que é preciso lutar pela duplicação da via e defendeu que a concessão só seja feita após investimentos públicos. Segundo ele, como se trata de uma obra cara, é uma forma de atrair empresas e ainda garantir um pedágio mais barato.

Previdência na Justiça

Em conversa com a “Bastidores”, o governador disse que viu com naturalidade a decisão judicial de arquivar, em caráter liminar, o processo do deputado estadual Vandinho Leite (PSDB) sobre a reforma da Previdência. O desembargador Ezequiel Turíbio entendeu que o mandado de segurança não é a via adequada para a ação da proposta.

Previdência na Justiça 2

O governador ainda acrescentou que o Estado terá condições de argumentar contra qualquer outra ação que questione a reforma da Previdência. “Esperamos que a decisão da Justiça seja como tem sido: equilibrada para que se protejam também os cofres públicos, porque temos um déficit grande com a Previdência”. A fala de Casagrande foi em referência à ação ingressada nesta semana contra a reforma, pelo Sindipúblicos e a Central do Servidor.

Previdência dos militares

Sobre a Previdência dos militares, que valerá para os PMs e bombeiros dos estados, Casagrande disse que ainda está sendo feito um estudo para analisar se vai haver economia ou aumento de gastos do Estado. Ele também criticou o fato de a discussão ter sido feita apenas em âmbito federal. “Quem paga os militares e bombeiros é o Governo, então o assunto tinha que ter sido debatido aqui”, pontuou.

Assembleia

Sobre o relacionamento com o presidente da Ales, Erick Musso (Republicanos), Casagrande garantiu que a relação é boa e que 2019 se encerra com todas as votações de interesse do Governo realizadas. Em relação ao polêmico episódio da eleição antecipada da Mesa Diretora da Ales, disse que foi um momento isolado e que 2020 vai continuar sendo de parceria entre os dois poderes.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *