O mistério em torno das candidaturas dos “Sergios” 

O prefeito de Colatina, Sergio Meneguelli (Republicanos), ainda não anunciou se será candidato à reeleição. Segundo nomes próximos ao prefeito, isso deve ocorrer no último dia do calendário eleitoral para registro de candidatos: 26 de setembro. Como a coluna já trouxe, alguns nomes da política em Colatina não têm dúvidas sobre a pré-candidatura, e apontam a ida de Meneguelli para o Republicanos como uma resposta clara, ainda que não oficializada.  

Na Serra 

Assim como o xará colatinenseSérgio Vidigal (PDT) só deve divulgar a possível pré-candidatura em setembro. Mas, no caso de Vidigal, o “mistério” já vem sendo desvendado desde o início do ano. Antes da pandemia, o prefeito já vinha intensificando as andanças pelos bairros da Serra. Além disso, integrantes do próprio partido já confirmaram a pré-candidatura do deputado federal.  

Aliança 

PSDB, PP e Rede assinaram o “Aliança Cívica por Vitória”, documento que reúne uma série de projetos e compromissos para a capital que serão apresentados aos eleitores na eleição 2020. Dentre os nomes estão o vereador Roberto Martins (Rede) e o ex-prefeito da capital Luiz Paulo Vellozo Lucas (PSDB), que podem se enfrentar nas urnas, caso a pré-candidatura de Luiz Paulo seja consolidada.

Aliança II

O documento traz compromissos em diversas frentes, como na área fiscal, transporte e mobilidade, e serviços sociais e urbanos.  “Os partidos que integram a Aliança Cívica por Vitória, sem abdicar de suas identidades programáticas, se unem em torno de um projeto para a cidade”, explica o documento.  

Frente Parlamentar 

Os deputados estaduais aprovaram, nessa terça-feira, requerimento que solicita a formação de uma Frente Parlamentar para debater a alienação de imóveis da União localizados no Estado. A solicitação foi do deputado Delegado Lorenzo Pazolini (Republicanos).  

No congresso 

Os secretário especial de Fazenda do Ministério da Economia, Waldery Rodrigues Júnior, vai participar da comissão mista que acompanha as ações do governo no combate à pandemia. O secretário falará sobre a situação fiscal e de execução orçamentária referentes às medidas tomadas pelo Executivo para enfrentar as crises econômica e sanitária decorrentes no novo coronavírus. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *