Atual prefeito de Guarapari tem apoio dos mais velhos

O cruzamento de dados da pesquisa Rede Vitória/Futura aponta que, na intenção espontânea de votos, o prefeito Edson Magalhães (PSDB) tem a preferência do eleitor de mais idade. Embora tenha percentuais superiores em todas as faixas etárias, o atual gestor tem vantagem maior nos segmentos de 35 a 44 anos (23,8%), 45 a 59 (24,3%) e 60 anos ou mais (25,6%). Ainda na intenção espontânea do eleitorado, Magalhães leva vantagem maior entre representantes das classes D/E (23%) e A/B (22,2%)

Outro recorte que chama atenção no eleitorado que declarou espontaneamente voto no prefeito é na escolaridade: são 24,8% de quem tem Ensino Fundamental e 21,1% de quem tem Ensino Superior.

Nos cruzamentos do levantamento estimulado, quando os candidatos são apresentados ao eleitor, Edson Magalhães leva vantagem em quase todos os segmentos de faixa etária, com percentual que vai de 32,1% para eleitores de 35 a 44 anos, passa por 32,6% entre pessoas acima de 60, e chega a 35% na faixa de 45 a 59 anos. No entanto, o adversário mais próximo, Carlos Von (Avante) aparece com vantagem entre eleitores de 25 a 34 anos. Enquanto tem 28,8% desse segmento, o atual prefeito fica com 16,3%.

Na pesquisa estimulada, Carlos Von também tem pequena vantagem no recorte classe social. Entre as classes A/B, o deputado estadual fica com 27,8% dos eleitores enquanto o líder das pesquisas tem 22,2%. No entanto, Magalhães supera o adversário em todos os outros recortes.

No levantamento que aponta a rejeição dos eleitores aos candidatos, Edson Magalhães aparece com índices altos entre os eleitores das classes A/B. Nada menos do que 44,4% disseram que não votariam no candidato em hipótese nenhuma. Um percentual parecido foi apontado pela pesquisa na faixa de eleitores entre 25 e 34 anos: 40% disseram que rejeitam o atual prefeito.

O candidato do PSDB também aparece com rejeição alta nos cruzamentos de escolaridade. A maior é na faixa do Ensino Superior, com 35,2%. No recorte de Ensino Médio, o índice é parecido, com 31,1%, ou seja, dentro da margem de erro da pesquisa, que é de 4,9 pontos para mais ou para menos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *