Análise: campanhas terão que ser incisivas para mudar cenário em Guarapari

Em mais uma edição do programa Eleições 2020, no jornal online Folha Vitória, especialistas convidados comentaram o desempenho dos candidatos à Prefeitura de Guarapari. O programa foi ao ar nesta quarta-feira (28) e teve mediação do jornalista Edu Kopernick. Assista na íntegra.

A pesquisa revelou que o atual prefeito Edson Magalhães (PSDB) se manteve na liderança, com 33% das intenções de voto. Em seguida vem Carlos Von (Avante), com 24,3%. Em terceiro aparece Gedson Merízio (PSB), com 11,8%. No segundo levantamento, os três primeiros colocados tiveram crescimento nas intenções de voto.

“Os três primeiros candidatos absorveram os eleitores indecisos. Me parece que a eleição se encaminha para um dos três primeiros candidatos que estão consolidados na lembrança espontânea do eleitor”, comenta sócio-diretor da Futura Inteligência, José Luiz Orrico.

Programa foi ao ar nesta quarta-feira (28)

Já a especialista em política, Gabriela Cuzzuol, acredita que os próximos dias poderão dar um novo tom às campanhas em Guarapari.

“O atual prefeito Edson Magalhães e o segundo colocado, Carlos Von, tem margens de crescimento similares, com um favoritismo do primeiro colocado. A partir de agora devemos ter uma eleição mais competitiva. Os próximos dias serão determinantes”, afirma Gabriela.

Para o especialista em marketing político, Hudson Siqueira, a queda no número de indecisos reduzem a possibilidade de grandes mudanças na corrida eleitoral no município.

“O atual prefeito parece ter um favoritismo, mas um ponto que eu chamo atenção é que a aprovação do prefeito é próxima da intenção de voto estimulada, o que me parece ser um teto de capacidade eleitoral”, afirma Siqueira.

Com histórico de disputas acirradas em Guarapari, para Gabriela a de 2020 não deve ser diferente. “Esta será uma eleição disputada voto a voto em Guarapari, tendo em vista que em 2016 o atual prefeito foi eleito com uma diferença de 140 votos. A partir desta pesquisa, as campanhas adotam estratégias com resultados que devem ser percebidos em menor tempo”, Gabriela.

Rejeição

Percentualmente, o candidato com maior rejeição do eleitorado é Edson Magalhães (PSDB), que também lidera nas intenções de voto. Magalhães tem 31% de rejeição, enquanto Carlos Von aparecer com 11,5%, e em terceiro Bárbara Hora (PT), com 8,5%.

Veja a pesquisa completa.

“A rejeição dos eleitores para Edson Magalhães bate com a rejeição da gestão dele na prefeitura. A dificuldade de Carlos Von é o terceiro colocado, Merízio, que tem uma rejeição menor entre os três primeiros colocados”, afirma Orrico.

O especialista em marketing político, Hudson Siqueira analisou os dados de rejeição. “Quando se compara a intenção estimulada com a rejeição estimulada do atual prefeito, os números são muito parecidos. De cada dez eleitores, três afirmam que votarão no atual prefeito e três na oposição. Dois se abstém e sobram apenas dois votos em cada dez que poderão fazer a diferença”, completa.

Assista ao programa na íntegra.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *