• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Casagrande fala em respeito à opiniões divergentes e manter portas do Palácio Anchieta abertas

Tudo sobre a posse do governador eleito renato casagrande

Política

Casagrande fala em respeito à opiniões divergentes e manter portas do Palácio Anchieta abertas

Governador foi empossado na Assembleia Legislativa nesta terça-feira (1)

Foto: Thaiz Blunck


Em seu discurso de posse, o governador Renato Casagrande (PSB) disse que vai manter as portas do Palácio Anchieta abertas para opiniões divergentes durante seu mandato. 

O socialista exaltou sua equipe de secretários e disse que procurou trazer pessoas jovens para seu governo, para que possam trazer propostas novas para melhorar os serviços públicos no Estado. Veja alguns pontos do discurso do novo governador.

RECADO DAS URNAS

"Os capixabas, assim como os brasileiros, deixaram nas urnas um recado por um desejo de mudança. Não serão toleradas práticas pouco transparentes que possam colocar em risco o funcionamento da União. Foi com base nesse desejo de mudar, que compus minha equipe, trazendo lideranças novas e pessoas experientes".

TOLERÂNCIA POLÍTICA E PORTAS ABERTAS

"Nesses 33 anos de redemocratização política as instituições sempre prevaleceram. Passamos por dois impeachments e saímos amadurecidos. As portas do Palácio Anchieta estarão sempre abertas para a população e quem quiser debater projetos divergentes dos nossos e que possam fazer o Estado avançar". 

BOLSONARO

"Neste momento também toma posse o presidente Bolsonaro. Estive em contato com ele e com sua equipe. O que esperamos e vamos cobrar é que o governo federal cumpra com o seu dever com a sociedade capixaba. Principalmente em relação aos investimentos em infraestrutura. O Espírito Santo ainda está em uma plataforma logística da década de 1960. Só agora temos um aeroporto adequado. Só agora começamos a duplicar a BR 101. Estamos engatinhando na duplicação da BR 262. Esperamos criar uma ponte com o governo, via nossa bancada de parlamentares na Câmara".

GERSON CAMATA

"Quero registrar aqui minha consternação pela morte ´trágica do ex-governador Gerson Camata. Ele era uma pessoa que reconhecia a importância da luta política e com a tolerância de ideologias. Fará uma grande falta ao Estado".