Adiada eleição para escolher ouvidor e corregedor na Assembleia Legislativa

Política

Adiada eleição para escolher ouvidor e corregedor na Assembleia Legislativa

Líder do blocão que elegeu o presidente Theodorico Ferraço (DEM), o deputado Rodrigo Coelho (PT), informou que irá discutir o tema até exauri-lo antes de colocar a eleição na pauta

Eleição para Corregedoria gera discussão e só depois de acordo entrará na pauta da Ales Foto: Divulgação/Assembleia

Aguardada para esta segunda-feira (09), a eleição para a Corregedoria e Ouvidoria da Assembleia Legislativa não aconteceu. A disputa mais acirrada está na Corregedoria, já que para a Ouvidoria só tem um candidato: o deputado Josias da Vitória (PDT).

A Corregedoria da Ales é alvo de desejo dos deputados Sandro Locutor (PPS) e Hudson Leal (PRP). Mas a Casa espera que haja um consenso entre as duas candidaturas para que, assim como a Ouvidoria, haja apenas uma chapa na disputa.

Líder do blocão que elegeu o presidente Theodorico Ferraço (DEM), o deputado Rodrigo Coelho (PT), informou que irá discutir o tema até exauri-lo antes de colocar a eleição na pauta das sessões ordinárias da Casa.

Durante a sessão desta segunda-feira, o petista Rodrigo Coelho usou a tribuna para esclarecer que o deputado Hudson Leal não conversou diretamente com ele para pleitear o cargo. 

“Conversei com o deputado Dary Pagung para que conversasse com o deputado Hudson, já que ele (Hudson) não havia assinado o bloco. O deputado Sandro nos procurou e demonstrou o interesse. Pedi autorização do grupo. Gostaria de deixar claro que não combinei com dois deputados. O que foi feito foi um acordo para as comissões. Foi um acordo republicano, moral e legal. Precisava esclarecer isso”, discursou o deputado Rodrigo.

O deputado Hudson Leal confirmou, em aparte, que não conversou com o deputado Rodrigo Coelho, mas assinalou que foi o 16º a assinar o blocão que reelegeu Ferraço.

O deputado Sandro Locutor, também em aparte, disse que acredita que a questão poderá alcançar um acordo.