• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Novo procurador-geral quer dar mais autonomia ao Ministério Público de Contas

Política

Novo procurador-geral quer dar mais autonomia ao Ministério Público de Contas

Na opinião de Luciano Vieira, o aparelhamento do MPC poderá agilizar os processos. Ele acredita que será facilitada apuração e fiscalização a órgãos que precisam devolver dinheiro

Procurador-Geral do Ministério Público de Contas tem mandato até 2017 Foto: ​Divulgação

O novo procurador-geral do Ministério Público de Contas, Luciano Vieira, tomou posse nesta quinta-feira (18) e em seu discurso destacou a necessidade de dar maior autonomia financeira para atuar nas demandas que chegam ao órgão ministerial. 

Segundo ele, será preciso que o MPC, que depende financeira e administrativamente do Tribunal de Contas do Espírito Santo tenha mais recursos. Ele acredita que terá uma boa interlocução com o presidente do TCE-ES, Sérgio Aboudib. 

O mandato do novo procurador-geral tem término previso em fevereiro de 2017.

Na opinião de Luciano Vieira, o aparelhamento do MPC poderá agilizar os processos e a apuração das demandas que lá chegam. Ele acredita que será facilitada a apuração e a fiscalização aos órgãos que precisam devolver dinheiro ou pagar multas.

Ele afirmou que pretende trabalhar firmemente na cobrança aos órgãos responsáveis pela cobrança e coleta das multas.

Outro ponto defendido pelo novo procurador-geral do Ministério Público de Contas é a parcerias sistemática com outros órgãos ministeriais como o Ministério Público Federal, Ministério Público Estadual, Ministério Público do Trabalho e o Ministério Público Eleitoral.

Nas palavras do procurador-geral, será uma “forma de cercar, de forma conjunta, os grandes esquemas de corrupção, fraudes e desvios de recursos públicos”.