Suíte para parto de filho foi cortesia do hospital, diz assessoria de Maia

Política

Suíte para parto de filho foi cortesia do hospital, diz assessoria de Maia

Redação Folha Vitória

Brasília - A assessoria de imprensa do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), informou em nota nesta quinta-feira, dia 1º, que o parlamentar escolheu o quarto "single" para o nascimento de seu quinto filho, Felipe, e não o "pacote diamante", como havia sido informado na quarta-feira, 31, pelo Broadcast Político, serviço de notícias em tempo real do Grupo Estado.

No entanto, segundo a nota, o Hospital Santa Luzia, em Brasília, ofereceu ao deputado um "upgrade" para a "suíte diamante" como cortesia, sem que os custos fossem cobrados de seu plano de saúde.

A mulher de Rodrigo Maia, Patrícia Maia, deu à luz ao menino nesta quarta-feira. Na maternidade, os convidados do casal foram recebidos com um menu de luxo que incluía cardápio elaborado por um chef renomado. A assessoria de imprensa da presidência da Câmara explicou, no entanto, que este serviço também foi uma cortesia.

"O presidente havia feito a reserva de um quarto "single" para o parto, cujas despesas seriam totalmente cobertas pelo plano de saúde do parlamentar. O hospital, por uma precaução de logística, pensando no conforto de todos os pacientes da maternidade e prevendo o grande fluxo de visitas ao recém-nascido, ofereceu a transferência para uma suíte "diamante", que é mais reservada e afastada", informou por meio de nota o hospital.

A cortesia seria "uma prática usual quando se percebe algum risco de estresse no ambiente, motivado por uma movimentação superior à permitida pela rotina", de acordo com o comunicado.

O Hospital Santa Luzia não divulga informações comerciais e, portanto, não confirmou se Rodrigo Maia solicitou apenas o quarto "single". A assessoria de imprensa informou, no entanto, que "nesse caso específico a liberação da suíte master e o bloqueio da suíte ao lado foram feitos por razões de segurança assistencial, para preservar a operação do hospital e devido à previsão de alto fluxo de pessoas".

Pontos moeda