Política

Abertura dos trabalhos na Câmara de Guarapari teve cobranças e presença do vice-prefeito

A sessão aconteceu nesta tarde na Câmara de Guarapari

Aline Couto

Redação Folha da Cidade
Foto: Aline Couto

Na tarde desta quinta-feira (21) a Câmara de Vereadores de Guarapari abriu as portas para sessão ordinária de cunho solene que marcou o início do trabalho legislativo de 2019. A sessão também apresentou, de forma oficial, a nova Mesa Diretora do biênio 2019/2020. Além da presença de todos os parlamentares que compõem a Casa de Leis, a solenidade contou ainda com a presença de Miguel Agrizzi, vice-prefeito de Guarapari e de Adilson Avelina, representante do senador Marcos do Val e marido da atual vice-governadora do Espírito Santo, Jaqueline Moraes.

A cerimônia começou com hino nacional e logo depois dois louvores foram cantados e um pastor falou para todos os presentes. Em seguida a vereadora Fernanda Mazelli (PSD) foi à tribuna e contou sobre a expectativa do novo ano. Ela também cobrou mais empenho por parte do executivo para finalizar obras, como a da orla de Santa Mônica e do Hospital Materno Infantil Cidade Saúde. A vereadora aproveitou a presença de Miguel Agrizzi, que também coordena a Secretaria Municipal de Esporte, e solicitou mais incentivo para a pasta com criação de eventos, possibilitando jovens de terem contato com o esporte o quanto antes. “A Secretaria tem que deixar de ser apenas cabide de emprego e fazer mais projetos”.

Foto: Aline Couto

Clebinho Brambati (PTB) falou por todos os parlamentares e fez questão de frisar que entre eles existem divergências por pensamentos diferentes, mas que todos precisam se unir pelo bem do povo guarapariense. “Temos o papel fundamental de fiscalizar, de sermos parceiros. Queremos o mesmo junto ao executivo, estamos sempre de portas abertas para o prefeito e seus representantes. Precisamos investir sempre mais em política pública de qualidade”, disse.

Quando ganhou a palavra, o vice-prefeito parabenizou a composição da nova Mesa Diretora e os demais vereadores dizendo que todos merecem aplausos pelo poder fiscalizador que utilizam. “É minha primeira vez na gestão pública e eu faço de coração. Tenho uma missão e para isso preciso de amigos e estar sempre à disposição. Para a gente vencer, temos que ceder também”, finalizou.

Pontos moeda