• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Chioro diz já ter nomes para sugerir para cargos na Anvisa

Política

Chioro diz já ter nomes para sugerir para cargos na Anvisa

Brasília - O ministro da Saúde, Arthur Chioro, afirmou ter no bolso indicações de nomes para apresentar à presidente Dilma Rousseff para ocupar dois cargos da diretoria da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). "Minha atribuição é dar sugestões. Não cabe a mim definir", completou. Ele lamentou a decisão de Jaime Oliveira de deixar a diretoria da Anvisa ainda nesta semana. "Fui pego de surpresa. Contava com a colaboração dele."

Como informou ontem o Broadcast, serviço da Agência Estado de notícias em tempo real, o diretor-presidente em exercício da Anvisa, Jaime Oliveira, deixa o cargo nesta sexta-feira (27), dois anos antes da conclusão do mandato. A decisão foi comunicada para integrantes de sua equipe em uma mensagem eletrônica nesta tarde. Os rumores de sua saída, no entanto, começaram a circular na sexta-feira passada.

O diretor, que é formado em Direito pela Universidade de São Paulo, estava como interino no cargo desde outubro do ano passado, depois do fim do segundo mandato de Dirceu Barbano. Uma versão mais "técnica" para as trocas é a de que o ministro Arthur Chioro defendia para a presidência da agência um profissional ligado à área de saúde. Isso afastaria as críticas, que engrossaram nos últimos meses, da falta de um representante do setor de saúde. Atualmente são dois com formação em Direito e dois, em Economia. Com a saída de Oliveira, ficam dois cargos vagos na agência.

Esta é a segunda vez desde a criação da agência, em 1999, que um diretor renuncia ao mandato. Gonzalo Vecina, o primeiro diretor da agência, saiu do cargo para mais tarde assumir a Secretaria de Saúde de São Paulo. Vecina havia assumido o posto na gestão do tucano José Serra e sua saída coincidiu com os primeiros meses do mandato do então presidente Luiz Inácio Lula da Silva.