• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Cid Gomes é diagnosticado com sinusite, diz Sírio-Libanês

Política

Cid Gomes é diagnosticado com sinusite, diz Sírio-Libanês

São Paulo - O Hospital Sírio-Libanês informou, por meio de boletim médico divulgado nesta quarta-feira, que o ministro da Educação, Cid Gomes, foi diagnosticado com "sinusite, traqueobronquite aguda e pneumopatia". Segundo a unidade, o político foi internado às 16h30 dessa terça-feira, após ser avaliado com a piora de um quadro de febre, associada a dor muscular, cefaleia (dor de cabeça) intensa, tosse e calafrios.

O hospital afirma que Cid Gomes foi medicado com antibióticos por via venosa e oral, corticosteroides e medidas fisioterápicas. No boletim, o hospital não informou o atual estado de saúde do ministro nem se há previsão de alta hospitalar. De acordo com o Sírio-Libanês, as equipes médicas que estão acompanhando o ex-governador do Ceará são coordenadas pelos médicos David Uip e Roberto Kalil Filho.

Inicialmente, a assessoria do ministro informou que ele tinha sido internado por orientação médica na manhã de terça-feira, com suspeita de pneumonia. Segundo assessores, as temperaturas negativas que enfrentou em viagem aos Estados Unidos, onde participou de evento da Universidade Yale na semana passada, teriam feito com que já chegasse doente ao Brasil.

Adiamento

O internamento do ministro da Educação provocou o adiamento da ida dele à Câmara dos Deputados, para prestar esclarecimentos sobre a declaração de que na Casa havia "400, 300 achacadores", após ser convocado pelos parlamentares. O depoimento estava marcado para 15h desta quarta-feira, mas o Ministério da Educação enviou ofício a presidência da Câmara pedindo o adiamento.

O ofício foi assinado pelo ministro interino da Educação, Luiz Cláudio Costa, e dizia que Cid Gomes não poderia comparecer à Casa, pois tinha sido "acometido de doença que provocou sua internação (...) sem definição a respeito da respectiva alta médica". O pedido gerou reação de alguns de alguns deputados.

O líder do PMDB na Casa, Leonardo Picciani (RJ), prometeu apresentar nesta quarta-feira um requerimento propondo a criação de uma comissão externa, formada por deputados médicos, para ir ao Sírio-Libanês averiguar o estado de saúde do ministro. "Se ele estiver mentindo, a Câmara tomará as providências previstas", disse.

Nova data

De acordo com o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), a nova data do depoimento de Cid deve ser definida durante a sessão plenária desta quarta-feira. O peemedebista informou ao Broadcast Político que a convocação será provavelmente para a próxima terça-feira (17) ou quarta-feira (18).