• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Assembleia discute formas de proteção ao Rio Doce

Política

Assembleia discute formas de proteção ao Rio Doce

As atividades serão realizadas no Auditório Hermógenes Lima Fonseca, das 13 às 17 horas, e contarão com a presença de especialistas, autoridades, educadores, estudantes e entidades da sociedade civil e parlamentares

A Assembleia Legislativa vai realizar durante toda a próxima semana um evento para discutir formas de proteção ao Rio Doce e suas bacias hidrográficas. A Semana Legislativa de Proteção ao Rio Doce oferecerá debates sobre o rompimento da barragem da Samarco, a proteção ao Rio Doce e educação ambiental.

As atividades serão realizadas no Auditório Hermógenes Lima Fonseca, das 13 às 17 horas, e contarão com a presença de especialistas, autoridades, educadores, estudantes e entidades da sociedade civil e parlamentares.

Os trabalhos serão conduzidos pela coordenação administrativa da Comissão Interestadual Parlamentar de Estudos para o Desenvolvimento Sustentável da Bacia do Rio Doce (Cipe Rio Doce), que é vinculada à Coordenação Especial de Relações Institucionais (Ceri) da Casa.

“A semana é uma oportunidade de trazermos à luz do debate um tema de suma importância para toda a sociedade, que é a necessidade contínua de preservação dos nossos rios. Precisamos ter a compreensão permanente de que preservar os rios é promover o futuro”, disse o coordenador administrativo da Cipe Rio Doce, Hernandes Bermudes.

Semana

A Semana Legislativa de Proteção ao Rio Doce foi instituída pela Resolução 2.885/2010. De acordo com a legislação, deve ser realizada anualmente na semana do dia 22 de março, quando se comemora o Dia Estadual de Proteção ao Rio Doce (Lei 9.308/2009). Em 2018, excepcionalmente, está sendo promovida na semana anterior por causa do Fórum Mundial da Água, que será de 19 a 23 de março, em Brasília.

Cipe

Criado em 2001, a Cipe Rio Doce é um colegiado interestadual composto por deputados do Espírito Santo e Minas Gerais. Pelo lado capixaba, além do presidente Dary Pagung (PRP) e da coordenadora regional Luzia Toledo (PMDB), são membros efetivos para o biênio 2017/2018 Enivaldo dos Anjos (PSD), Eliana Dadalto (PTC) e Raquel Lessa (PTC). Os suplentes são Da Vitória (PDT), Janete de Sá (PMN), Bruno Lamas (PSB), Padre Honório (PT) e Marcelo Santos (PMDB).