Diretor do Idaf afirma ter sido agredido por seguranças antes de reunião em Brasília

Política

Diretor do Idaf afirma ter sido agredido por seguranças antes de reunião em Brasília

A confusão aconteceu na sede do Ministério do Meio Ambiente e teria ocorrido por causa do grande número de pessoas presentes à reunião do Conama

Foto: Divulgação

O diretor-presidente do Instituto de Defesa Agropecuária do Espírito Santo, Mario Louzada, afirma ter sido agredido durante uma reunião do Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama), na última quarta-feira (20). A confusão aconteceu na sede do Ministério do Meio Ambiente, em Brasília, e teria ocorrido por causa do grande número de pessoas presentes à reunião.

Mário Louzada, que é membro suplente do Conama, alega que foi impedido de ter acesso à sala onde a reunião acontecia. Segundo ele, os seguranças o retiraram do local, de forma truculenta, e o conduziram à força para outro espaço. Como resultado da ação, o diretor do Idaf teria ficado com os óculos quebrados e uma torção no braço.

Louzada também lembrou que há 14 anos frequenta as reuniões do Conama e que isso nunca havia acontecido. Ele alega ainda que o regimento interno do Conama foi desrespeitado, já que, segundo ele, o mesmo garante a participação de todos os suplentes na reunião.

O diretor do Idaf afirmou também que lamenta que o respeito à diversidade de ideias e ao ambiente harmônico, presentes nas edições anteriores, não tenham sido preservados.

A produção da TV Vitória/Record TV entrou em contato com o Ministério do Meio Ambiente, que não enviou nota sobre o assunto. No entanto, por telefone, a assessoria do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, informou que o conselheiro suplente do Conama só tem acesso à sala de reunião na ausência do titular.

A assessoria do ministro informou também que já havia mais de 200 pessoas na sala e que outros espaços haviam sido disponibilizados para acompanhar a reunião, mas que Louzada foi o único a se opor a isso. Ainda segundo a assessoria, não houve agressão por parte dos seguranças.