Lelo diz que candidatura de Hartung ao Governo do Estado não tem volta

Política

Lelo diz que candidatura de Hartung ao Governo do Estado não tem volta

"A sociedade se apropria a cada momento dessa condição. As condições de evolução dessa candidatura são de maneira que eu consideraria definitiva”, disse o presidente estadual do PMDB, deputado federal Lelo Coimbra, sobre a possível candidatura ao governo do ex-governador Paulo Hartung. A declaração foi feita logo após a reunião da executiva do partido realizada na tarde desta sexta-feira (25). 

Coimbra entende que a intenção de se candidatar ao governo, exposta em carta pelo ex-governador Paulo Hartung, assumiu proporções vigorosas, e deve culminar mesmo com a candidatura dele. Sem participar de reuniões da executiva de seu partido desde 2010, Hartung compareceu à sede do partido na tarde desta sexta-feira para reafirmar ao vivo o conteúdo da carta entregue no dia 12 de abril ao partido. 

De acordo com Coimbra, a ida de Hartung à reunião não foi programada. “Foi uma vinda que aconteceu de surpresa”, disse. Lelo contou que Hartung fez “a carta ao vivo”, na reunião, manifestando gás e disposição para sua candidatura ao governo. 

O próximo passo, de acordo com o deputado, é intensificar as conversas com os partidos considerando que o PMDB tem um nome majoritário em curso. Coimbra disse que isso não impede, no entanto, que posicionamentos distintos sejam postos em discussão pelo partido.

Ele contou que o deputado Marcelo Santos, que vinha se mostrando contrário à candidatura de Hartung e favorável a uma aliança com o governador Renato Casagrande, vai seguir o posicionamento do partido.

Na reunião da executiva estiveram presentes todos os deputados federais do PMDB, além de ex-prefeitos. Dos deputados estaduais, apenas José Esmeraldo não pode ir. O senador Ricardo Ferraço também não compareceu. Ele está em Roma. 

Senado
Lelo Coimbra disse que vai trabalhar para viabilizar o nome da deputada federal Rose de Freitas como candidata ao Senado. Segundo ele, a pré-candidatura dela não impede conversa com outros partidos por alianças. 

“Nós estamos lidando com anseios e vamos conversar com os partidos”, disse. Ele afirmou ainda que a decisão de aliança só vai ser tomada em junho, oficialmente. A convenção do partido deve ser realizada no dia 29 de junho. 

PT
Nesta segunda-feira (28), uma comitiva do PT formada pelo presidente estadual do partido, João Coser, o vice presidente, José Carlos Nunes, a deputada federal Iriny Lopes e a deputada estadual Lucia Dornellas se reúne com o ex-governador Paulo Hartung para discutir uma possível aliança. Hartung já conversou anteriormente com o PSDB.