Líder do PMDB na Câmara defende redução de ministérios ocupados pela legenda

Política

Líder do PMDB na Câmara defende redução de ministérios ocupados pela legenda

Redação Folha Vitória

Brasília - Ao comentar a recusa do ministro da Aviação Civil, Eliseu Padilha, para comandar a Secretaria de Relações Institucionais (SRI), o líder do PMDB na Câmara dos Deputados, Leonardo Picciani, defendeu que o partido reduza sua participação no governo da presidente Dilma Rousseff. Hoje, a legenda ocupa sete ministérios. Além disso, Picciani defendeu a redução do total de pastas do governo federal de 39 para 20.

"Quem defende redução não pode colocar como pleito um novo ministério. Pelo contrário. Vamos discutir a redução das pastas ocupadas pelo partido e não a sua ampliação", afirmou Picciani.

Ao ser abordado especificamente sobre a recusa de Padilha, ele se esquivou. "Com relação à recusa, cabe a ele próprio dizer primeiro se foi convidado, depois se recusou ou se não recusou", afirmou. "A SRI não é um pleito da bancada do PMDB na Câmara. Por estas razões, acredito que ele não aceitaria essa tarefa", disse o líder.