• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Ministro diz que obras do Aeroporto de Vitória começam até junho

Política

Ministro diz que obras do Aeroporto de Vitória começam até junho

“Dessa forma, eu reafirmo: a prioridade para o Aeroporto de Vitória está dada. É verdadeira também a preocupação de que as obras sejam iniciadas o quanto antes", diz senadora Rose de Freitas

Aeroporto de Vitória pode ter obras iniciadas até junho Foto: ​TV Vitória

A novela do Aeroporto Eurico Salles pode ter um capítulo final até junho. A senadora Rose de Freitas (PMDB) esteve reunida com o ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, nesta quarta-feira (8), em Brasília.

Caso seja iniciada a obra, o novo terminal, depois de pronto, permitirá que o fluxo de passageiros passe dos atuais 4 milhões de pessoas, em período de alta, para 6,5 milhões. O prazo de execução está previsto para 27 meses a partir da ordem de serviço.

Segundo a coordenadora da bancada capixaba, o prazo até a metade do ano se dá porque a Infraero espera resolver sua situação financeira, o que deve acontecer somente depois de a presidente Dilma Rousseff (PT) sancionar o orçamento da União, que foi aprovado somente no dia 17 de março.

A senadora explicou que é preciso ter cuidado para que o cronograma de execução das obras seja viável e responsável.

“Dessa forma, eu reafirmo: a prioridade para o Aeroporto de Vitória está dada. É verdadeira também a preocupação de que as obras sejam iniciadas o quanto antes. O pessoal só precisa ‘arrumar a casa’, e a Infraero vai equacionar isso até o final do mês”, disse a senadora.

O capixaba aguarda a conclusão das obras do aeroporto desde 2003. A senadora assinalou que existe ansiedade e frustração em relação às obras, tendo sido tema de debates, reuniões e acordos nesses 12 anos de espera.

“Ao longo desse tempo, fizemos cerca de 300 encontros com ministros, presidentes e outros responsáveis sobre esse gargalo do nosso Estado. Precisamos e vamos resolver essa situação", afirmou a parlamentar.

Também estavam presentes na reunião do Ministério do Planejamento o secretário-executivo da pasta, Dyogo Henrique de Oliveira, e representantes do consórcio vencedor para execução das obras - formado pelas empresas JL, Damiani e EMPO.

Nesta terça-feira, a senadora, juntamente com o restante da bancada, esteve reunida com o diretor presidente da construtora JL, João Luiz Felix, que afirmou que, assim que for iniciado o processo de construção, o investimento para este ano será de R$ 100 milhões. Já para o ano que vem a previsão e de R$ 360 milhões. Isto é, haverá gasto de R$ 400 milhões entre 2015 e 2016. O valor total da obra está orçado em R$ 523 milhões.