Odebrecht 'vai avaliar' decisão que negou revisão de medida do Tribunal de Contas

Política

Odebrecht 'vai avaliar' decisão que negou revisão de medida do Tribunal de Contas

Redação Folha Vitória

São Paulo - A Odebrecht manifestou-se sobre a notícia divulgada nesta quarta-feira, 26, de que a Justiça do Rio negou pedido, em mandado de segurança da empresa, para revisar medidas adotadas pelo Tribunal de Contas do Estado que determinam retenção de quase R$ 200 milhões em verbas do Consórcio Maracanã Rio 2014.

Por meio de nota enviada por sua assessoria, a Odebrecht disse que "está analisando a decisão é irá se manifestar oportunamente."

A empreiteira, junto com a Andrade Gutierrez e Delta, realizou obras no estádio para a Copa das Confederações, a Copa do Mundo e a Olimpíada do Rio. O Tribunal de Contas apontou irregularidades na execução do contrato entre o Consórcio Maracanã e o Estado do Rio, em 2010, como sobrepreço nas obras do Maracanã e projetos executivos desatualizados e/ou incompletos que não retratavam fielmente os serviços executados.

Em 2016, a Corte de Contas determinou à Secretaria da Fazenda o bloqueio de créditos destinados às construtoras. Em defesa, a Odebrecht alegou que não foi ouvida no processo e que o órgão "não teria competência jurisdicional, tampouco poderes para sustar contratos administrativamente".

Procurado pela reportagem, o governo do Rio informou que não comenta decisão da Justiça.