Cirurgião paulista recusa convite do PP para Ministério da Saúde em governo Temer

Política

Cirurgião paulista recusa convite do PP para Ministério da Saúde em governo Temer

Redação Folha Vitória

Brasília - O cirurgião paulista Raul Cutait negou convite feito pelo PP para assumir o comando do Ministério da Saúde em um eventual governo Michel Temer, informou nesta terça-feira, 3, o presidente do partido, senador Ciro Nogueira (PI). Segundo o dirigente, o médico recusou o convite por pressão da "família", que era contra a nomeação.

Cutait é professor de cirurgia da Universidade de São Paulo (USP) e trabalha no Hospital Sírio-Libanês, um dos mais importantes hospitais do País, localizado na capital paulista. Além disso, o médico paulista possui um clínica própria, da qual teria de se afastar para comandar o Ministério da Saúde.

O cirurgião era a primeira opção do PP para indicar para o comando Ministério da Saúde, Pasta também cobiçada pela bancada do PMDB na Câmara. Ainda não há definição da cúpula da legenda de que outro nome deve ser sondado para o posto. O urologista Miguel Srougi é um dos nomes cotados.

Além do Ministério da Saúde, o PP deve ficar com a indicação para o cargo de ministro da Agricultura de um futuro governo Temer. O partido possui a quarta maior bancada da Câmara dos Deputados, com 47 parlamentares.