Líder do governo pede que Renan reconsidere decisão de manter rito do impeachment

Política

Líder do governo pede que Renan reconsidere decisão de manter rito do impeachment

Redação Folha Vitória

Brasília - O senador José Pimentel (PT-CE), líder do governo no Congresso, pediu para que o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), reconsiderasse sua decisão de prosseguir com o rito do impeachment, apesar da anulação do processo assinada pelo presidente interino da Câmara, Waldir Maranhão (PP-MA), nesta segunda-feira, 9.

Antes de vir ao plenário, Calheiros recebeu líderes de vários partidos em sua residência oficial, antes de decidir ignorar a medida de Maranhão. Senadores como Humberto Costa (PT-PE), Randolfe Rodrigues (Rede-AP), José Agripino (DEM-RN), Paulo Rocha (PT-PA), Ronaldo Caiado (DEM-GO) e Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) foram recebidos pelo presidente no início desta tarde.

Pimentel argumentou, ao levantar questão de ordem, que o presidente interino da Câmara decretou a nulidade do processo e que "por ser nulo, tudo o que foi praticado também é irrecuperável". "A denúncia está viciada e isso deve ser observado com base na lei", completou.