Temer diz que, 'se Deus quiser', logo superaremos episódios de agora

Política

Temer diz que, 'se Deus quiser', logo superaremos episódios de agora

Temer disse que, no início das paralisações, recomendaram que ele usasse "de toda a força necessária" para logo no primeiro dia impedir qualquer movimento

Redação Folha Vitória

Durante cerimônia de posse do ministro Ronaldo Fonseca (Secretaria-Geral), nesta segunda-feira, 28, o presidente Michel Temer disse que "se Deus quiser, logo superaremos o episódio que estamos vivendo agora", fazendo referência à paralisação dos caminhoneiros, que chega hoje ao oitavo dia.

Temer disse que, no início das paralisações, recomendaram que ele usasse "de toda a força necessária" para logo no primeiro dia impedir qualquer movimento. "Esta não é a nossa vocação, nossa vocação é do diálogo, do acerto, da conciliação, do ajuste, que é o que fizemos ao longo da semana", rebateu Temer.

O presidente disse que o novo ministro terá "muita tranquilidade" porque tem absoluta convicção de que, nos próximos dias, os caminhoneiros devem ouvir orientação de seus líderes para cessar a paralisação.

Temer disse que Fonseca foi escolhido justamente porque possui "vocação para o diálogo e para a conciliação". O presidente afirmou ainda que, como deputado federal, o atual ministro angariou "respeito do Congresso e do povo".

A nomeação de Fonseca já havia sido publicada no Diário Oficial da União (DOU) na última sexta. A cadeira estava vaga desde a ida de Moreira Franco para o ministério de Minas e Energia, no mês passado.