Gerente da obra da sede da Petrobras em Vitória presta depoimento na Polícia Federal

Política

Gerente da obra da sede da Petrobras em Vitória presta depoimento na Polícia Federal

Em novembro do ano passado, o Ministério Público Federal no Espírito Santo (MPF-ES) abriu procedimento para investigar as obras de construção da sede administrativa da Petrobras, em Vitória

O engenheiro atuou em Vitória, e teve as contas bloqueadas pelo juiz Sérgio Moro Foto: Divulgação

A Polícia Federal em Curitiba afirmou que, na próxima quinta-feira (2), o engenheiro mecânico e gerente-geral do centro administrativo da Petrobras, Celso Araripe D´Oliveira, vai depor na sede do órgão. O engenheiro atuou durante a construção da sede da empresa na avenida Reta da Penha, em Vitória, e teve as contas bloqueadas pelo juiz Sérgio Moro, na decisão da última fase da Operação Lava Jato. 

Em novembro do ano passado, o Ministério Público Federal no Espírito Santo (MPF-ES)  abriu procedimento para investigar as obras de construção da sede administrativa da Petrobras, em Vitória.

A nova sede da Petrobras começou a ser planejada em 2005. Na época, a estatal pensava em gastar R$ 90 milhões. O consórcio composto pelas empresas Odebretch, Camargo Correa e Hochtief, venceram a licitaram e concluíram o projeto.

A obra foi iniciada em 2006 com um orçamento de R$ 486 milhões, e só foi concluída em 2011, com um custo total de R$ 580 milhões. Já no último dia 19, a Polícia Federal prendeu Marcelo Odebrecht, presidente da empreiteira Odebrecht. A empresa é investigada na 14° fase da Operação Lava Jato e foi responsável pela obras da sede da estatal no Estado.