Líder do PT no Senado diz não haver motivos para impeachment de Dilma

Política

Líder do PT no Senado diz não haver motivos para impeachment de Dilma

Redação Folha Vitória

Brasília - O líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE), afirmou nesta segunda-feira, 29, que mesmo após as revelações do dono da UTC, Ricardo Pessoa, não há fatos que justifiquem um pedido do impeachment da presidente Dilma Rousseff. O petista também defendeu a permanência no governo dos ministros Aloizio Mercadante (Casa Civil) e Edinho Silva (Comunicação Social), citados na delação do empreiteiro.

"Eu não vejo, até o momento, nada que justifique o impeachment da presidente da República. Mesmo essa delação, se ela corresponder à realidade, não há ali questionamento quanto à legitimidade do mandato da presidente", afirmou Costa.

Segundo o petista, "não há hipótese" de as campanhas de Dilma nem do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva terem sido irrigadas com recursos desviados da Petrobras. "Os nossos adversários na oposição arrecadaram dessas empresas muito mais do que nós. Então por que os recursos que eles arrecadam é um recurso limpo e o recurso que vem para o PT é sempre recurso de propina?", questionou.

O líder do partido também afirmou que seria um "pré-julgamento" afastar os ministros citados por Pessoa. Segundo ele, por se tratar de vazamentos, não há como saber se esses fatos constam mesmo na delação premiada feita pelo empreiteiro. Ele também questiona a veracidade do conteúdo do depoimento do empreiteiro.

"Não creio que caiba, neste momento, nenhum afastamento, na medida em que é apenas a palavra de um delator", afirma.