Presidente do conselho de ética foi precipitado no caso de Aécio, diz Ferraço

Política

Presidente do conselho de ética foi precipitado no caso de Aécio, diz Ferraço

Redação Folha Vitória

São Paulo - O senador Ricardo Ferraço (PSDB-ES) afirmou que foi precipitada e equivocada a decisão do presidente do Conselho de Ética do Senado, João Alberto Souza (PMDB-MA), ao arquivar o pedido de cassação contra o senador afastado Aécio Neves (PSDB-MG).

"Foi precipitado. Ele deveria ter minimamente distribuído o processo a um relator, que deveria por óbvio ouvir o senador Aécio e seu advogado", disse Ferraço, após participar nesta segunda-feira, 26, de um debate sobre reforma política em São Paulo. "Eu acho que passou um sentimento de corporativismo e impunidade. Isso não foi bom", declarou o senador.

Ferraço defende que Aécio se afaste definitivamente da presidência do partido e dê espaço para a eleição do senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) ao cargo.

Veto

Relator da reforma trabalhista no Senado, o senador reforçou que o governo articula aprovar o texto no plenário do Senado sem mudanças, para não ter que voltar à Câmara. O trabalho intermitente, citou, deve ser um dos pontos vetados pelo Planalto e reeditados em formato de Medida Provisória.