Ministro do STF arquiva inquérito contra Ricardo Ferraço

Política

Ministro do STF arquiva inquérito contra Ricardo Ferraço

O senador lamentou a exposição negativa que sofreu desde a citação na delação

Ricardo Ferraço (PSDB)

O ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), arquivou o inquérito aberto contra o senador Ricardo Ferraço (PSDB) na Corte.

A Procuradoria Geral da República (PGR) também já havia pedido o envio do caso à primeira instância da Justiça Eleitoral do Espírito Santo. Mas Barroso entendeu pelo arquivamento pela falta de indícios de crimes.

"Encerrado o derradeiro prazo para a conclusão das investigações, o Ministério Público, ciente de que deveria apresentar manifestação conclusiva, limitou-se a requerer a remessa dos autos ao Juízo que considera competente. Isso significa dizer, como se disse, que entende não haver nos autos elementos suficientes para o oferecimento da denúncia, sendo o caso, portanto, de arquivamento do inquérito", escreveu Barroso.

O senador lamentou a exposição negativa que sofreu desde a citação na delação. "Sempre acreditei que a justiça seria feita e foi isso que aconteceu. Às vezes só por ter uma denúncia você já é crucificado, mas com o tempo as coisas são esclarecidas. Não faço ideia do motivo de meu nome ter sido citado (na delação), mas houve a investigação da Polícia Federal, do Ministério Público, e a mais alta Corte do país arquivou", disse Ferraço.

"Foram meses e meses de um profundo sofrimento, de muito constrangimento porque as pessoas que têm vergonha na cara sofrem muito quando são submetidas a esse tipo de exposição pública. É um alívio", complementou.