'Tudo (que o governo faz) é contestado', diz Mourão sobre polêmica das máscaras

Política

'Tudo (que o governo faz) é contestado', diz Mourão sobre polêmica das máscaras

O vice-presidente, que já tomou as duas doses da vacina contra covid-19, afirmou também que dispensaria o uso de máscaras "em alguns lugares", como espaços abertos

Estadão Conteúdo

Redação Folha Vitória
Foto: Alan Santos/PR

O vice-presidente Hamilton Mourão, afirmou nesta sexta-feira que tudo que o governo faz "é contestado", ao comentar sobre a ideia do presidente Jair Bolsonaro de desobrigar pessoas vacinadas ou que já tenham sido contaminadas por covid-19 a usarem máscaras. "A única coisa que eu sei é que nos Estados Unidos o uso do equipamento de proteção foi liberado para quem tomou as duas doses da vacina contra covid", disse.

No entanto, a desobrigação do uso de máscaras em espaços abertos nos EUA se deu devido ao avanço do plano de imunização daquele país. Mourão se defendeu afirmando achar que o uso de máscara é uma "questão de foro íntimo de cada um", dizendo que "cada um sabe onde lhe apertam os calos".

O vice-presidente, que já tomou as duas doses da vacina contra covid-19, afirmou também que dispensaria o uso de máscaras "em alguns lugares", como espaços abertos. "Acho que você fazer uma corrida de máscara sozinho chega a ser até prejudicial", afirmou.

Sobre uma afirmação de Bolsonaro, que disse, sem apresentar provas, que Estados podem ter inflado o número de mortos por covid como uma manobra para obter mais recursos federais, Mourão se limitou a dizer que "o presidente tem as fontes dele, quando ele fala, deve ter alguma coisa pra mostrar".