Líder do PT vai formalizar insatisfação com deputado "traidor" do PT

Política

Líder do PT vai formalizar insatisfação com deputado "traidor" do PT

Nas últimas matérias importantes votadas na Câmara, como a redução da maioridade penal, que foi rejeitada ontem, Weliton Prado votou de forma contrária à orientação da bancada

Redação Folha Vitória
Deputado votou em desacordo com a determinação da bancada petista Foto: Estadão Conteúdo

Brasília - O líder do PT na Câmara dos Deputados, Sibá Machado (AC), disse que o comportamento do correligionário Weliton Prado (MG) nas últimas votações na Câmara tem constrangido a bancada petista da Casa e que vai formalizar sua insatisfação para a direção nacional do PT. "Não vou procurá-lo, me recuso a falar com ele, mas vou enviar minhas considerações ao presidente Rui Falcão de que a atitude do companheiro deixa a bancada numa posição desconfortável", afirmou.

Nas últimas matérias importantes votadas na Câmara, como a redução da maioridade penal, que foi rejeitada ontem, e a aprovação da emenda que vinculou a política de valorização do salário mínimo à Previdência Social, na semana passada, Weliton Prado votou de forma contrária à orientação da bancada. "A posição de ser contra a redução da maioridade penal era uma questão sagrada para o PT", disse Sibá Machado.

Segundo o líder do PT, a atitude de Prado foi motivo de "chacota" nas redes sociais. "Me recuso a conviver com ele e a procurá-lo", reforçou.

A reportagem tentou contato com o deputado Weliton Prado, mas não conseguiu localizá-lo.