Presidente do PT no ES rebate rejeição histórica a governo Dilma

Política

Presidente do PT no ES rebate rejeição histórica a governo Dilma

Mesmo em meio à crise política instalada no País, o deputado estadual Genivaldo Lievore, presidente regional do PT no Espírito Santo, acredita em dias melhores

Ainda nesta quarta-feira a presidente encerra a visita aos Estados Unidos Foto: Divulgação

Uma pesquisa divulgada na manhã desta quarta-feira (1), em Brasília, mostrou que a desaprovação ao governo Dilma voltou a aumentar e agora 68% dos brasileiros classificam a gestão da petista "ruim" ou "péssima". Mesmo em meio à crise política instalada no País, o deputado estadual Genivaldo Lievore, presidente regional do PT no Espírito Santo, acredita em dias melhores. 

Para ele, a crise mundial contribui para o momento de insatisfação entre os brasileiros. “A crise internacional  é um grande problema. O governo fez alguns ajustes através das chamadas medidas impopulares. No futuro, acredito que essas medidas serão benéficas e ajudaram apagar esse cenário tumultuado. O emprego vai voltar a crescer e as coisas vão melhorar”, afirmou. 

Em junho, o instituto Datafolha também publicou uma pesquisa de popularidade do governo Dilma. Naquela ocasião, a pesquisa mostrou que 65% dos eleitores consideravam a administração da petista "ruim" ou "péssima" — a pior taxa de reprovação do governo desde Fernando Collor, que atingiu 68% no períogo pré-impeachment em setembro de 1992.

Além da crise econômica, Lievore aponta outro fator para o momento complicado vivido pela petista e critica os meios de comunicação. “O País foi contaminado por um pessimismo absurdo. Alguns setores da mídia desinformam o povo brasileiro. Eles preferem o ataque à informação. Chamo esses ataques de ‘conspiração’ contra o governo”, disse. 

Ainda nesta quarta-feira a presidente encerra a visita aos Estados Unidos. O governo brasileiro avaliou de forma positiva a viagem, que marca a retomada nas relações bilaterais. Para Lievore, a viagem confirma a situação confortável do Brasil com a política externa. “ O Brasil não está mais parados. Restabelecemos laços importantes com diversos países. Essa relação com o povo americano é fundamental. Inclusive, o presidente Barack Obama reconheceu o Brasil como uma potência mundial”, falou.