Presidentes da Odebrecht e da Andrade Gutierrez serão transferidos para presídio

Política

Presidentes da Odebrecht e da Andrade Gutierrez serão transferidos para presídio

Em outra decisão, o juiz Sergio Moro decretou nova prisão preventiva do presidente da construtora Odebrecht e de mais quatro diretores da empresa

Executivo teve nova prisão preventiva decretada e será transferido para presídio paranaense Foto: Estadão Conteúdo

O juiz federal Sérgio Moro autorizou hoje (24) a transferência de oito executivos da Odebrecht e da Andrade Gutierrez para o Complexo Médico-Penal, em Pinhais, região metropolitana de Curitiba. Atualmente, eles estão presos na Superintendência da Polícia Federal. A transferência deverá ocorrer sábado (25).

Com a decisão, serão transferidos o presidente da Odebrecht, Marcelo Odebrecht, o presidente da Andrade Gutierrez, Otávio Marques de Azevedo, além de outros investigados.  O pedido para transferir os executivos foi feito pela Polícia Federal. Os delegados alegam que, apesar das boas condições da carceragem, o local não comporta muitos presos.

De acordo com a decisão do juiz, os executivos deverão ficar separados dos presos comuns. Outros investigados da Operação Lava Jato também estão presos no presídio em Pinhais, como o ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto e o ex-diretor de Serviços da Petrobras Renato Duque.

Em outra decisão tomada hoje, o juiz Sergio Moro decretou nova prisão preventiva do presidente da construtora Odebrecht, Marcelo Odebrecht, e de mais quatro diretores da empresa.