Josué não sabia de negociação do Centrão envolvendo seu nome, diz líder do PR

Política

Josué não sabia de negociação do Centrão envolvendo seu nome, diz líder do PR

Redação Folha Vitória

O empresário Josué Gomes não sabia que o PR e os demais partidos do Centrão iriam fechar uma aliança com Geraldo Alckmin (PSDB) negociando seu nome para a vaga de vice do tucano. A versão foi admitida pelo líder do PR na Câmara, José Rocha (BA), ao Broadcast Político, serviço de notícias em tempo real do Grupo Estado.

"Ele não tinha sido convidado, a intenção do convite dele foi um negócio que pairou entre os presidentes de partido, mas não tinha sido falado a ele isso de forma objetiva", afirmou Rocha. "Ele recebeu isso, inclusive, com surpresa."

O bloco formado por DEM, PR, PP, PRB e Solidariedade fechou um acordo com Alckmin no último dia 19. O nome de Josué chegou a ser anunciado por integrantes do Centrão como vice da chapa. O empresário, em viagem nos Estados Unidos, divulgou uma nota no dia seguinte dizendo que recebeu, "com responsabilidade", a indicação.

Em artigo publicado nesta quarta-feira, 25, no jornal Folha de S.Paulo, Josué Gomes declarou apoio a Alckmin. O empresário, no entanto, ainda não confirmou publicamente se aceita ou não a indicação. Nos bastidores, tucanos e integrantes do Centrão garantem que ele recusou o convite.

Na noite de hoje, dirigentes do Centrão se reúnem mais uma vez com Alckmin e pretendem fechar qual nome será o vice do tucano. Após a reunião, outro encontro, este sem Alckmin, deve entrar na madrugada. O grupo marcou o anúncio da aliança para esta quinta-feira, às 10 horas, em Brasília.

Com a possibilidade de o DEM indicar Mendonça Filho para a vaga, PRB e Solidariedade já demonstram resistência, pois os partidos já fecharam um acordo para a reeleição de Rodrigo Maia (DEM) na Presidência da Câmara em 2019. O presidente do Solidariedade, deputado Paulo Pereira da Silva, por exemplo, tenta emplacar o ex-ministro Aldo Rebelo como vice de Alckmin.

Membros do Centrão agem, nesta quarta-feira, para ainda tentar convencer Josué a aceitar a indicação. "Eu estou acreditando muito que o nosso amigo Josué aceita. Talvez seja o único a acreditar, mas eu acredito", afirmou José Rocha.