Eduardo Campos esteve no ES há 15 dias e em 2013 prestigiou o Carnaval de Vitória

Política

Eduardo Campos esteve no ES há 15 dias e em 2013 prestigiou o Carnaval de Vitória

O candidato do PSB esteve no Estado durante campanha eleitoral no mês passado. Casado, pai de cinco filhos, Campos morreu aos 48 anos em um trágico acidente aéreo.

Eduardo Campos fez uma visita recente ao Espírito Santo durante campanha eleitoral no último dia 29 de julho. O candidato do PSB participou do lançamento da campanha oficial à reeleição do Governador do Estado, Renato Casagrande, seu aliado e companheiro de partido. Na ocasião, Campos concedeu uma entrevista exclusiva ao jornalista Alex Cavalcanti da TV Vitória/Record e criticou a forma como os governos do PT e do PSDB trataram o Estado quando esses dois partidos estiveram à frente do poder. Veja a galeria de fotos de Eduardo Campos no ES. Clique aqui. 

O candidato à Presidência da República do PSB desembarcou no Aeroporto de Vitória, em um voo fretado de São Paulo, em companhia da vice Marina Silva (Rede) e ficou mais de 10 horas na capital capixaba, onde foi recebido por uma comitiva formada por lideranças políticas do Espírito Santo. Campos participou de um almoço e, em seguida, se reuniu com representantes do setor produtivo capixaba e com o Governador Renato Casagrande. Durante a tarde, concedeu coletiva à imprensa e à noite esteve no lançamento da candidatura à reeleição do governador Renato Casagrande.

Clique aqui, leia a entrevista de Eduardo Campos à TV Vitória na íntegra e assista abaixo a entrevista.

Campos no Carnaval de Vitória

Em fevereiro de 2013, como governador de Pernambuco, Eduardo Campos prestigiou o Carnaval de Vitória e esteve no Sambão do Povo ao lado da primeira dama Renata a convite do governador e aliado Renato Casagrande.

A vida do candidato

Eduardo Campos tinha 49 anos e concorria pela primeira vez ao cargo mais importante da política brasileira, depois de ser deputado estadual, três vezes deputado federal, secretário estadual de Governo e de Fazenda, ministro da Ciência e Tecnologia e governador de Pernambuco por dois mandatos. 

Casado, pai de cinco filhos, Eduardo Campos começou a carreira política ainda na universidade, como presidente do Diretório Acadêmico da Faculdade de Economia da Universidade Federal de Pernambuco. Ao lado da ex-ministra do Meio Ambiente e ex-senadora Marina Silva, tinha o objetivo de chegar à Presidência da República em outubro pela coligação Unidos Pelo Brasil (PSB, PHS, PRP, PPS, PPL, PSL).

O economista é filho da deputada Ana Arraes e do escritor Maximiano Campos, e nasceu em Recife em 10 de agosto de 1965. Campos é neto de Miguel Arraes, que construiu carreira política no Nordeste ao governar Pernambuco por três vezes e se tornar um dos principais expoentes da esquerda brasileira. Eduardo morreu no dia 13 de agosto, o mesmo dia da morte de seu avô, Miguel Arraes, em 2005, aos 88 anos.

Campos iniciou sua carreira política ainda na faculdade em 1985, quando assumiu a presidência do Diretório Acadêmico do curso de Economia na Universidade Federal de Pernambuco. Um ano depois, Campos participou da campanha que levou seu avô, Miguel Arraes, de volta ao governo de Pernambuco. Com a vitória, Campos assumiu a chefia de gabinete.

No dia 28 de janeiro deste ano, sua mulher, Renata Campos, deu à luz o quinto filho de Campos, Miguel de Andrade Lima Campos. Ele confirmou o diagnóstico da Síndrome de Down do garoto e afirmou: "Obrigado a todos que nos mandaram tantas lindas mensagens pela chegada do nosso Miguel. Hoje, os médicos confirmaram o que já estava pré-diagnosticado há algum tempo. Miguel, entre outras características que o fazem muito especial, chegou com a Síndrome de Down. Seja bem-vindo, querido Miguel. Como disse seu irmão, você chegou na família certa! Agora, todos nós vamos crescer com muito amor, sempre ao seu lado. Eduardo, Renata, João, Maria Eduarda, Pedro e José.