Ativistas pró e contra Lula protestam antes do congresso da CUT em BH

Política

Ativistas pró e contra Lula protestam antes do congresso da CUT em BH

Redação Folha Vitória

Belo Horizonte - À espera do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, militantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) de Minas Gerais e da Central Única dos Trabalhadores (CUT), de um lado, e dos Movimentos Brasil Livre (MBL) e Patriota, do outro, dividem o espaço na avenida onde será realizado o Congresso da CUT, em Belo Horizonte. O clima é tenso, mas não houve confronto até as 17h15.

Lula participará da abertura do congresso. Os manifestantes ocupam os dois lados da Avenida Nossa Senhora do Carmo, no bairro Savassi. De um lado, aproximadamente 30 ativistas do MST e da CUT defendem Lula e a presidente Dilma Rousseff. Do outro lado da avenida, cerca de 25 integrantes do MBL e do Patriota protestam contra o governo.

O canteiro central da via separa os dois grupos. Os militantes pró-PT e Dilma gritam o nome de Lula. Os grupos anti-PT batem panela, chamam Lula de "ladrão" e pedem a investigação da corrupção pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Eles gritam palavras contra o ex-presidente, chamando-o de "chefe da quadrilha". Mulheres que militam na CUT afirmam, na manifestação pró-governo, que, com a administração Dilma, a mulher ganhou mais espaço. Em alguns momentos, os membros dos grupos antipetistas xingaram os militantes adversários de "vagabundos". As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.