Lava Jato: preso gerente que atuou em sede da Petrobras em Vitória

Política

Lava Jato: preso gerente que atuou em sede da Petrobras em Vitória

Segundo a denúncia, o consórcio Odebrecht teria simulado a contratação de uma empresa de consultoria para enviar ao engenheiro e familiares dele o valor de R$ 1,4 milhão em propina

Araripe atuou como gerente de empreendimentos durante as obras de construção da sede da Petrobras na Reta da Penha Foto: Divulgação

O ex-gerente de Empreendimentos da Petrobras no Espírito Santo, Celso Araripe D’Oliveira, foi preso, na manhã desta segunda-feira (3), na 17ª Operação Lava Jato. O engenheiro foi denunciado por corrupção na mesma denúncia em que Marcelo Odebrecht e outros 12 investigados foram acusados. 

Na mesma operação também foi preso o ex-ministro da Casa Civil, José Dirceu.

Araripe trabalhou no Espírito Santo até 2013, quando atuou como gerente de empreendimentos, durante as obras de construção da sede da Petrobras na Reta da Penha, em Vitória. Em seguida, foi transferido para o cargo de gerente geral no Rio de Janeiro. 

De acordo com a denúncia do Ministério Público Federal (MPF), o consórcio Odebrecht teria simulado a contratação de uma empresa de consultoria para enviar ao engenheiro e familiares dele o valor de R$ 1,4 milhão em propina.

No dia 07 de julho, Araripe prestou depoimento no Tribunal Regional Federal do Paraná, onde negou ter conhecimento do recebimento de propina por parte do ex-diretor de Serviços da empresa Renato Duque.  (Com informações do jornal Valor Econômico)