Líder do Movimento Vem pra Rua diz que ato é contra corrupção

Política

Líder do Movimento Vem pra Rua diz que ato é contra corrupção

Já um representante do Movimento Muda Brasil no Rio, o advogado João Cabral defende que a presidente Dilma Rousseff renuncie ao cargo

Redação Folha Vitória
Manifestação em Copacabana Foto: R7

Rio - Um dos líderes do movimento Vem pra Rua (que participa do ato em Copacabana), o engenheiro Rodrigo Lamas, acredita que o impeachment da presidente é uma "ferramenta da constituição". "Basicamente, estamos aqui contra a corrupção. Queremos mostrar apoio às instituições de investigação, seja a Polícia Federal, a Justiça, o Tribunal Eleitoral e o Congresso. Tudo de modo democrático. Nada de golpe, como o PT está falando. Impeachment é uma ferramenta da constituição. Quem vai dizer se é necessário será o Congresso", declarou. O organizador acredita que o dia ensolarado "vai atrair mais gente" para o ato.

Já um representante do Movimento Muda Brasil no Rio, o advogado João Cabral defende que a presidente Dilma Rousseff renuncie ao cargo. "Queremos que a Dilma largue o osso. O impeachment não seria bom, porque depois ela pode voltar como heroína", afirmou.