• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

CNBB promete debate de presidenciáveis sem 'pegadinha'

Política

CNBB promete debate de presidenciáveis sem 'pegadinha'

Aparecida - O cardeal-arcebispo de Aparecida, d. Raymundo Damasceno Assis, presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), afirmou nesta segunda-feira, 15, em entrevista coletiva que o objetivo do debate promovido pela entidade nesta terça-feira, 16, à noite é dar oportunidade para os candidatos exporem seus projetos, de modo a esclarecer os eleitores, especialmente os católicos, a respeito do que pensam e do que pretendem no governo do País.

"Não haverá pegadinhas com perguntas que possam lançar um candidato contra outro, porque à Igreja Católica só interessa a exposição transparente dos pontos de vistas de cada um, numa discussão respeitosa e esclarecedora das principais questões nacionais, algumas delas ainda não levantadas nos debates anteriores", disse d. Damasceno.

O debate será coordenado pela TV Aparecida e retransmitida pela rede católica de comunicação, formanda por canais de televisão, emissoras de rádio e sites de internet espalhadas por todo o Brasil, capaz de atingir 90% dos 122 milhões de eleitores de todas as regiões. Oito candidatos cujos partidos têm representação no Congresso confirmaram presença. O debate, que começará às 21h30 e terá duração de duas horas, será realizado no auditório do Santuário Padre Vitor Coelho de Almeida, no Santuário de Aparecida.

O mediador será o jornalista Rodolpho Gamberini, da TV Aparecida. Divido em cinco blocos, o debate se iniciará com uma pergunta única de d. Damasceno, dirigida a todos os candidatos. No segundo bloco, oito bispos dirigirão perguntas aos oito candidato presentes, que serão sorteados na hora para responder. No terceiro bloco, jornalistas da mídia católica farão perguntas aos candidatos e no quarto bloco os candidatos debaterão entre eles. O quinto e último bloco será para considerações finais.

"Os oito bispos convidados a participar do debate pela direção da CNBB já gravaram suas perguntas e representam diferentes regiões do Brasil", disse d. Damasceno, esquivando-se de revelar os nones dos bispos e o conteúdo das questões levantadas. "É para evitar pressões", justificou. Como a preocupação da Igreja é conhecer o que cada candidato pensa a repeito de valores éticos e morais da vida cristã, é provável que sejam tratadas questões como a defesa da vida (aborto), violencias, salários e justiça social.

Agentes da Polícia Federal fizeram nesta segunda uma varredura do auditório e da Pousada Bom Jesus, de propriedade da arquidiocese, onde os candidatos e suas comitivas serão hospedados. Todos serão recepcionados na pousa pelo cardeal, com jantar antes do debate e um lanche depois. Com exceção de Dilma Rousseff, Marina Silva e Aécio Neves, os candidatos deverão pernoitar em Aparecida. A pousada Bom Jesus tem 75 apartamentos e cobra diário de R$ 162,00, com café da manhã. Anexa ao Seminário Bom Jesus, é um lugar histórico, pois já hospedou os papas João Paulo II, Bento XVI e Francisco, quando visitaram Aparecida.