Procurador da Lava Jato vem ao Espírito Santo lançar campanha contra corrupção

Política

Procurador da Lava Jato vem ao Espírito Santo lançar campanha contra corrupção

Para disseminar a ideia da campanha, o MPF espera contar com a atuação da sociedade civil organizada, além de instituições representativas como as Faes, Fecomércio, Findes e Fetransportes

Deltan Dallagnol é procurador da República Foto: Estadão Conteúdo

Que a população está farta da corrupção não é surpresa para nenhum político. E a demonstração ficou bem clara nas manifestações que aconteceram em março, abril e agosto. Diante da participação popular, o Ministério Público Federal, em parceria com o Ministério Público Estadual, lança a campanha “10 Medidas contra a Corrupção”. Quem virá ao Espírito Santo na semana que vem para o lançamento é o procurador da República Deltan Dallagnol, que participou ativamente da operação Lava Jato.

O lançamento está previsto para o próxima terça-feira (22), às 14 horas, no auditório da Procuradoria Geral de Justiça, em Santa Helena, Vitória. Quem tiver interesse em participar poderá se cadastrar através do link: http://folha.me/dhy. 

Para disseminar a ideia da campanha, o MPF espera contar com a atuação da sociedade civil organizada, além de instituições representativas como as Federações do Comércio, Agricultura, Transportes e Indústrias. 

A ideia é colher assinaturas de apoio à iniciativa do MPF. Esta é uma campanha nacional

Durante a sua explanação, o procurador Deltan Dallagnol, pretende explicar como a sociedade poderá dar sua parcela de contribuição e se tornar multiplicadora no combate à corrupção.

A operação Lava Jato teve início em março de 2014 e tem por objetivo investigar desvio de verbas públicas e lavagem de dinheiro. Durante as investigações, foi possível descobrir um esquema de corrupção dentro da Petrobras que envolvia empreiteiras, partidos e agentes políticos. 

Em uma das frentes no combate à corrupção, a campanha conta com a apresentação de anteprojetos de lei que visam à regulamentação das 10 medidas propostas, que estão discriminadas no site http://www.dezmedidas.mpf.mp.br/.

As vagas são limitadas e a inscrição só será efetivada mediante o recebimento de confirmação por e-mail.

Os anteprojetos já foram enviados ao Congresso Nacional, mas a pressão popular é fundamental para que eles entrem na pauta de votações. Por isso, a campanha pretende reunir 1,5 milhão de assinaturas em todo o Brasil. 

As fichas podem ser encontradas em qualquer unidade dos Ministérios Públicos Federal e Estadual no Espírito Santo.