• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Governador e entidades divulgam nota de repúdio a ataque sofrido por Jair Bolsonaro

  • COMPARTILHE
Política

Governador e entidades divulgam nota de repúdio a ataque sofrido por Jair Bolsonaro

Candidato à Presidência da República pelo PSL foi esfaqueado, na tarde desta quinta-feira, durante ato de campanha em Minas Gerais

Paulo Hartung divulgou nota de repúdio ao ataque sofrido por Jair Bolsonaro

O governador Paulo Hartung, a Ordem dos Advogados do Brasil no Espírito Santo (OAB-ES) e o Fórum Capixaba de Segurança Pública divulgaram notas de repúdio ao ataque sofrido pelo candidato à Presidência da República pelo PSL, Jair Bolsonaro, esfaqueado na tarde desta quinta-feira (06) durante ato de campanha em Minas Gerais.

"Repudio a violência praticada contra o candidato a presidente Jair Bolsonaro. Eu tenho mostrado já há algum tempo minha preocupação com a radicalização que temos vivenciado na política brasileira. Esse ato absurdo de violência fere a democracia e precisa ser também um sinal de alerta às maiores lideranças do nosso país para que a gente saia dessa verdadeira marcha da insensatez", afirmou, por nota, o governador do Espírito Santo.

O presidente da OAB-ES, Homero Mafra, classificou como absurdo o ataque sofrido por Bolsonaro. "A radicalização não pode ser o caminho para que se construa uma sociedade livre e democrática. É preciso que todos os segmentos da população, que todos os partidos políticos tenham o direito de se manifestar livremente. Só assim iremos construir uma democracia sólida. É preciso que a sociedade se una nesse momento em ato de repúdio a violência cometida contra o candidato Jair Bolsonaro e que se manifeste no sentido de que as eleições transcorram em clima de paz, sem violência de natureza alguma", declarou Homero Mafra, por meio de nota.

Já os sindicatos que integram o Fórum Capixaba de Segurança Pública afirmaram que, em um país democrático de Direito, todos são livres para se expressar politicamente e que essa liberdade deve ser respeitada. A entidade também estima melhoras para o presidenciável.