Líder do PDT na Câmara lê nota da executiva contra impeachment

Política

Líder do PDT na Câmara lê nota da executiva contra impeachment

Redação Folha Vitória

Brasília - A Executiva Nacional do PDT divulgou nota, nesta quarta-feira, 21, declarando-se contra os pedidos de impeachment da presidente Dilma Rousseff e defendendo o afastamento imediato do cargo do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). O documento foi lido em plenário pelo líder do partido na Casa, deputado Afonso Motta (PDT-RS).

"O PDT não compactua e não apoia qualquer possibilidade de impeachment que não esteja dentro das regras constitucionais estabelecidas no Brasil", afirma a Executiva Nacional do PDT, em nota assinada por Motta, pelo presidente nacional do partido, Carlos Lupi, e pelo líder da legenda no Senado Federal, Acir Gurgacz (PR).

Em relação a Cunha, o PDT diz entender que o peemedebista "perdeu as condições políticas de se manter à frente da Câmara e deve se afastar das suas funções", diante do surgimento de provas que comprovam que o peemedebista tem contas secretas na Suíça e possui patrimônio não declarado de cerca de R$ 61 milhões no exterior.

Em plenário no momento da leitura pelo deputado Afonso Motta, o presidente da Câmara não fez nenhum comentário sobre a nota da Executiva Nacional do PDT. Em entrevistas recentes, Cunha tem reiterado que só falará sobre as denúncias por meio de nota ou de seus advogados.